Sobre mim


Nada me assusta mais que me descrever. É tão  difícil me resumir em poucas palavras!

Ninguém é totalmente bom ou ruim, e entre o branco  e o preto há uma infinidade de cinzas que geralmente deixamos passar  despercebidos. Eis por que não gosto de rótulos: quem assim se resume se  limita. Prefiro ter à minha frente a liberdade de uma folha em branco, que sigo  preenchendo um pouquinho a cada dia.

A depender de como soprem os ventos, posso acordar  inclinada para a cozinha, para a costura, para o artesanato ou para as  divagações filosóficas sobre a vida e as dificuldades da maternidade.

Tal como sua dona, bem assim é este blog – de  personalidade metamórfica - um misto de tudo para não ser enfadonho, para não se  pretender dono da verdade e para ousar errar, com a infalível desculpa dos que  estão apenas aprendendo.

Dito isso, posso me resumir sem medo que me vejam por um único ângulo. Sou uma, mas sou muitas. E sou de fases!

Meu nome é Cláudia, sou alagoana, tenho 38 anos, sou analista judiciário, casada,  apaixonada pela vida e por minha família. Tenho duas filhas lindas que me  enchem de felicidade e que me permitem redescobrir um mundo novo por meio de  seus olhos. Um mundo alegre, dinâmico, criativo e harmonioso, onde não há  espaço para preconceitos de qualquer natureza e onde todos são iguais perante a  lei e Deus.

Um mundo em que as coisas simples têm mais valor  que as coisas caras e onde o prazer de estar junto é o que mais importa.

Na certeza de que somamos enquanto dividimos, compartilho aqui no blog um pouco das artes e invenções que faço, buscando dar às minhas filhas uma infância memorável.

Se você quiser fazer parte desse mundo, seja  bem-vindo! Afinal, com criatividade, dedicação e um pouquinho de paciência,  as coisas mais simples da vida se transformam em grandes acontecimentos.