Das minhas impressões sobre Curitiba


Decidimos viajar a Curitiba quando percebemos o feriadão que teríamos no final de  junho. Usei milhagem para as passagens aéreas e reservei um dos hotéis conveniados ao nosso plano de hospedagem. Não tínhamos intenção de gastar muito, já que esta não seria a única viagem do ano.

Eu e Mário já conhecíamos a cidade, mesmo assim, tive a brilhante ideia de pedir algumas sugestões a blogueiras amigas do Paraná.  Foram com as preciosas dicas da Lu Ramos, do Minha Casa, Meu Mundo, da Helena Garcia, do Dia a dia corridinho, e da Nany, que não tem blog, mas acompanha o Feito a Mão, que desfrutamos o melhor da cidade.

Além disso, já em Curitiba, troquei e-mails com a Fabiana Esposito, leitora do blog, que também me orientou bastante, e reli o post completíssimo da Katinha, do Casos e Coisas da Bonfa, sobre sua estadia naquela encantadora cidade.

Minhas impressões sobre Curitiba se confirmaram. É uma cidade organizada, limpa, arborizada,  cheia de praças, bosques e parques, cuja entrada quase sempre é gratuita. O que me chamou a atenção foi a presença constante da planta barba-de-velho, que não suporta poluição intensa, sendo considerada bioindicadora de qualidade do ar.

É também uma cidade que aprecia cultura: dezenas de livrarias, vários sebos, muitos cinemas, teatros e muitos shopping centers para passar o tempo.

Cada pessoa que me orientou tinha opinião e gosto diferentes, mas todas foram unânimes em recomendar a feirinha de artesanato no Largo da Ordem, que acontece aos domingos.

A feirinha é enorme, tem de tudo um pouco, de artesanato a comidas, de apresentações a exposição de carros antigos. É diversão para toda a família.

No mais, visitamos todos os tradicionais pontos turísticos que são melhor explorados no vídeo ao final deste post.

    Curitiba curitiba2

Fizemos uma parada no MON – Museu Oscar Niemeyer. A arquitetura intrigante e futurista do prédio por si só já faz valer a visita. Nossa ida ao MON teve como objetivo principal apreciar a exposição Pescadores de Tainha, do fotógrafo Leonardo Régnier, marido da Lu Ramos.

DSC06484 DSC06486

 

 Passeio de trem pela litorina

O passeio de trem a Morretes e Antonina foi decepcionante. Pegamos chuva pelo caminho, com muita neblina e quase nenhuma visibilidade. Dizem que o mais bonito deste passeio são as paisagens, uma pena! O percurso é muito longo (levamos 4 horas!) e monótono, pois o trem não tem entretenimento, como na Maria Fumaça das Serras Gaúchas.

Para se ter uma ideia do tempo que enfrentamos, esta era a vista da cascata véu de noiva:

DSC06537

As únicas boas fotos que fizemos durante o trajeto foram as do lado de dentro.

DSC06524

As cidadezinhas de Morretes e Antonina são simpáticas, mas imagino que se o tempo tivesse ajudado, minha impressão teria sido bem melhor.

DSC06543

Parque Estadual de Vila Velha e Furnas, em Ponta Grossa

Já este passeio foi o ponto alto da nossa viagem. Não é tão distante quanto o passeio a Morretes de trem, dá para sair às 9h de Curitiba e retornar por volta das 15h e ainda aproveitar a luz do dia na capital. Foi um dos dias mais frios que pegamos mas, em compensação, estava fazendo um céu de brigadeiro.

Fomos de carro. A agência quis nos cobrar a exorbitância de 185 reais pelo passeio, por pessoa, sem almoço! Mesmo computando o combustível gasto, o valor da diária do carro, os pedágios na ida e na volta e os ingressos dos parques (Vila Velha e Furnas) gastamos um montante de 233 reais, para os quatro. Turista tem cara de rico e otário, pelo jeito.

Foi maravilhoso conhecer as formações de arenito de mais de 300 milhões de anos que eu só tinha visto em livros de Geografia.

  DSC06586DSC06594

Fizemos tanto o parque de Vila Velha quanto o de Furnas com a Lagoa Dourada, que tem este nome graças aos minerais depositados em seu fundo, que refletem a luz do sol e lhe dão um aspecto alaranjado.

Percebam na cavidade das rochas da foto abaixo o formato de uma garrafa:

DSC06576 DSC06577 DSC06585 DSC06587DSC06604DSC06613 

Restaurantes e barzinhos

Não fizemos programas noturnos, por causa das crianças mas ainda assim fomos a alguns barzinhos e restaurantes simpáticos.

O Taco El Poncho é um barzinho mexicano delicioso e antes das 20h seu cardápio sofre um desconto de 50%, bem adequado para nós que estávamos com crianças e não pretendíamos nos estendermos noite a dentro. Fica ao lado do Peg Sue, uma lanchonete americana, que compartilha o cardápio com o Taco El Poncho. Para os pequenos que não comem comida muito condimentada, é uma boa opção. Dá para pedir um hambúrguer para a criançada enquanto os pais saboreiam mojitos e margaritas.

O Veneza é restaurante de comida típica localizado no bairro de Santa Felicidade, o reduto italiano da cidade. É especialista em massas, frango assado e polenta.

A Churrascaria Dom Gabriel fica na Avenida Batel, bem pertinho do hotel em que ficamos. Tem preços maravilhosos e um buffet variado que inclui comida japonesa e sobremesas.

Por um preço um pouquinho mais alto e sem incluir sobremesas em seu buffet, a Churrascaria Batel Grill também é uma boa opção para a família. Mas todos nós preferimos a Dom Gabriel, tanto foi assim, que voltamos lá duas vezes.

O Mexicano Bras Mex Grill mistura comida brasileira com mexicana e oferece uma sequência de pequenas porções de molhos que acompanham grelhados para que cada um monte sua fajita ao seu próprio gosto.

Quando os termômetros despencaram, me bateu uma vontade louca de provar uma boa sequência de fondue e fomos parar no Château de Gazon, já que nossa primeira opção estava fechada. Seu serviço deixa um pouco a desejar do original Le Famillle de Gazon, em Gramado, mas mesmo assim estava muito gostoso.

Como nos deslocamos

O centro de Curitiba é ótimo para andar a pé, mas em temperaturas abaixo de zero e acompanhado de crianças essa não nos pareceu uma boa ideia. Além do mais, muitas atrações estão localizadas em pontos opostos da cidade.

Há a opção de fazer o passeio pelo ônibus da linha turística, mas ao preço individual de 25 reais, não era de se esperar que houvesse limitação de apenas quatro reembarques.

Preferimos alugar um carro. Eu já tinha comprado um GPS da marca Garmim, em nossa viagem aos Estados Unidos, e quando descobri que era possível baixar mapas do Brasil de graça para GPS dessa marca, através do Projeto Tracksource, fiquei muito satisfeita. Contei com a ajuda de um amigo, que me auxiliou a transferir os mapas para um cartão SD e inseri este cartão no localizador. Foi uma verdadeira mão na roda!

Depois que se acostuma a usar um GPS para encontrar pontos de interesse, tudo fica mais fácil e cômodo.

Curitiba tem um trânsito que flui muito bem, tem amplas avenidas e ruas perpendiculares, que escoam o fluxo de veículos e não concentram o tráfego numa só via. Conduzimos em horários de pico, pelo centro da cidade, em dias úteis, e mesmo assim não pegamos engarrafamentos. Sem falar que é uma cidade muito bem sinalizada.

Ajuda digital

Além das dicas das meninas, baixei alguns aplicativos para o celular. Minha vida de turista pode ser dividida antes e depois de ter um smartphone. Foi um investimento que realmente valeu cada centavo! Dá para se manter online todo o tempo, consultar temperatura, usá-lo como GPS, como tradutor em tempo real, como agenda e muito mais.

Curta Curitiba

O app Curta Curitiba é de graça e contém dicas de passeios, restaurantes, hotéis, compras etc  (com horários de funcionamento, endereços, email, telefones e sites para contato). Foi bastante confiável e o aplicativo que mais utilizamos.

 

mzl_rcvqujdu_320x480-75

 

mzl_fjucdjiu_320x480-75 

O Projeto Curta Curitiba é uma iniciativa da Prefeitura para estimular o turismo na cidade. Ontem,quando estava concluindo este post, recebi por e-mail o link para o vídeo abaixo:

 

Uma visitinha agradável, um bom papo e uma anfitriã bastante hospitaleira

Quando eu decidi o roteiro da viagem, logo articulei para tentar conhecer algumas blogueiras com quem eu já tinha algum contato. Foi uma pena que a Lu Ramos estivesse viajando. Mas consegui conhecer outra pessoa muito especial: a Helena Garcia, do Dia a dia corridinho.

A Helena me convidou para ir a sua casa, num exagero de hospitalidade nunca visto. Fez um delicioso bolo de chocolate, do qual a Maricota fala até hoje. Conversamos tanto, mas tanto, que parecia que nos conhecíamos há anos. Sua família é igualmente simpática e até o meu marido, tímido por natureza, se entrosou na conversa e se sentiu muito à vontade.

Conheci sua famosa geladeira de bolinhas e fiz questão de tirar uma foto em frente a ela. Só não reparem na qualidade da foto, pois foi tirada do meu celular. A essas alturas, minha câmera já tinha pifado no frio gelado de Curitiba: suas lentes internas embaçaram por causa da umidade e tive de deixá-la na assistência técnica para limpeza.

241

Recebi lindos presentinhos da Helena, que me matou de vergonha, pois cheguei lá de mãos abanando! Eu, de visita, chegando na casa dos outros de mãos vazias. Ai, Helena, como é mesmo a palavra? Eu sou o quê? Jacu??? Essa eu tive de pesquisar no dicionário.*

Adorei conhecer você, Helena, muito obrigada por toda a atenção  e carinho. Pessoas tão doces como você não existem.

E foi assim que terminou meu passeio por essa encantadora cidade, com um saudoso gostinho de quero mais.

Um cheiro,

Claudinha

 

___

*Jacu

Significado: Substantivo masculino. 1. Ave galiforme da família dos cracídeos, gênero Penelope, arborícolas, que possuem garganta nua com barbela vivamente colorida, especialmente nos machos durante o período reprodutivo; alimentam-se de frutas, folhas e brotos. 2. Derivação por extensão de sentido: por causa da sua aparência desajeitada e seu comportamento que parece desnorteado, o nome da ave passou a designar pessoa desajeitada, feia, acanhada; é também sinônimo de caipira, jeca. Etim.: do tupi ya`ku, ave galiforme da família dos cracídeos; segundo Rodolfo Garcia (AvTup), o que come grãos.

Exemplo: Zé Genu caiu do cavalo; aquele jacu nunca deveria ter saído da roça aonde vivia

    Postado por Feito a Mão em dicas de viagem com crianças,viagens | Comentários (44)

    Hoje estou me sentindo assim…


    Ontem vi um filme bobinho, do tipo que nos deixa mais leve e me fixei numa das músicas de sua trilha sonora. Não consigo parar de ouvi-la.

    New Soul

    I’m a new soul I came to this strange world hoping

    I could learn a bit ’bout how to give and take.

    But since I came here felt the joy and the fear

    Finding myself making every possible mistake

    La-la-la-la-la-la-la-la…

    I’m a young soul in this very strange world

    Hoping I could learn a bit ’bout what is true and fake. 

    But why all this hate?

    Try to communicate finding

    Just that love is not always easy to make.

    La-la-la-la-la-la-la-la…

    This is a happy end cause’

    You don’t understand

    Everything you have done

    Why’s everything so wrong

    This is a happy end

    Come and give me your hand

    I’ll take your far away.

    [refrain]:

    I’m a new soul

    I came to this strange world

    Hoping I could learn a bit about how to give and take

    But since I came here felt the joy and the fear

    Finding myself making every possible mistake

    New soul…

    In this very strange world…

    Every possible mistakes

    Possible mistakes

    Every possible mistakes

    Mistakes, mistakes, mistakes…

    Alma Nova

    Sou uma alma nova. Eu vim para esse mundo estranho esperando

    que eu pudesse aprender um pouco sobre como dar e receber

    Mas desde que cheguei aqui senti a alegria e o medo

    Me encontrando fazendo todos os possíveis erros

    La-la-la-la-la-la-la-la…

    Sou uma alma jovem Nesse mundo tão estranho

    Esperando que eu pudesse aprender Um pouco sobre o que é verdade e falso

    Mas por que todo esse ódio?

    Se comunicar descobrindo

    Apenas que amor não é sempre fácil de fazer.

    La-la-la-la-la-la-la-la…

    Esse é um final feliz

    Porque voce não entende

    Tudo o que você fez

    por que tudo está tão errado?

    Esse é um final feliz

    venha e me dá a sua mão

    Vou te levar pra longe

    [refrão]

    Sou uma alma nova

    Eu vim para esse mundo estranho

    Esperando que eu pudesse aprender um pouco sobre como dar e receber

    Mas desde que cheguei aqui Senti a alegria e o medo

    Me encontrando fazendo todos os possíveis erros

    Nova alma…

    Nesse mundo muito estranho…

    Todos os possíveis erros

    Possíveis erros

    Todos os possíveis erros

    Erros, erros, erros…

    Tradução: http://letras.terra.com.br/yael-naim/1155529/traducao.html
     
      Postado por Feito a Mão em Sem categoria | Comentários (2)

      Como criar filhos responsáveis?


      Estou de volta, pessoal. Cheguei de viagem na quarta-feira, por volta de onze da noite. Ontem foi dia de fazer feira pra reabastecer a geladeira, arrumar a casa, que estava com cheiro de guarda-chuva molhado, desfazer as malas e visitar meus pais, que já não via há mais de quinze dias.

      A viagem foi maravilhosa, pegamos um friozinho muito gostoso em Curitiba, visitamos vários parques, andamos muito pelo centro da cidade, comemos em bons restaurantes e ainda visitei uma blogueira muito querida. Farei um post específico assim que puder organizar as fotos, estou com tanta preguiça! Oficialmente estou de férias, mas me propus a colocar a casa em ordem nestes dias e a fazer um pequeno check-up – há quase dois anos não ia a nenhum médico além da minha endócrino! Então, essa etapa de férias será destinada a esse propósito.

      __

      Mudando de assunto, escolhi um tema reflexivo para a minha volta ao blog. Vou contar como e por que razão.

      Há algum tempo, a Clarinha vem me enchendo o juízo pedindo um cachorrinho. Piorou depois  da viagem, pois ela ficou encantada com a cadelinha da foto abaixo. Nada demais, é comum em sua idade. Acontece que eu não gosto de bichos, para dizer pouco. Na verdade, eu morro de medo de cachorros, gatos, passarinhos e companhia. Não gosto do cheiro, do barulho, da sujeira e menos ainda das obrigações que eles implicam. De modo que adotar um cãozinho iria me colocar numa situação complicada e somente por muito amor (de mãe) eu seria capaz de tal ato.

      pretinha

      Com a pretinha, da Helena Garcia, do Dia a dia corridinho

      No entanto, como é um desejo dela e não meu, é justo que a ela caibam os ônus de tal escolha. A todo direito corresponde um dever, não é assim?

      Como atribuir-lhe a responsabilidade pela vida de um ser, se ela ainda não é totalmente responsável por sua própria vida?

      Seria muito mais simples se nossos filhos viessem acompanhados de um manual, indicando a fase certa de fazer cada revisão e atualização de software. Assim, aos 2 anos seria hora de tirar as fraldas, aos três a criança deveria saber dar o laço do tênis, aos quatro deveria se vestir sozinha e escolher a própria roupa, aos cinco, limpar o bumbum e dormir desacompanhada, aos seis arrumar a mochila da escola e andar de bicicleta sem rodinhas, aos sete escovar os dentes sem supervisão,  aos oito lavar as roupas íntimas no chuveiro, e assim por diante…

      Mas crianças não são máquinas. Seus ritmos são diferentes. É preciso respeitarmos essas limitações e ao mesmo tempo superá-las sempre que a tarefa esteja ficando fácil demais. Mesmo que isso signifique mais trabalho para nós, pais. Se queremos filhos independentes não podemos lhes servir o almoço à mesa, já picado, amassado e misturado – quase pré-mastigado – sob risco de amputarmos-lhes as asas.

      Como forma de avaliar seu desenvolvimento, impus-lhe alguns obstáculos. Coisas simples, como ir à padaria na esquina, arrumar sua cama, retirar seus pratos da mesa, arrumar o quarto de brincar, ensinar tarefinhas à sua irmã caçula, lavar suas calcinhas, arrumar sua mochila, quando for dormir na casa da avó, e fazer suas tarefas sozinhas. Se, quando completar 10 anos, ela ainda desejar um cachorrinho e tiver demonstrado merecê-lo, voltaremos a conversar sobre o assunto.

      Não ouso querer ditar regras em assunto de tal natureza. Cada um sabe os filhos que tem e como lidar com eles. Mas revejo a todo instante a forma como estou lidando com a autonomia de minhas filhas. Não quero vê-las chegar à idade adulta e encarar uma liberdade que não fizeram por onde merecer.

      Quer um cachorrinho? Vai ter de lhe dar comida, banho e limpar suas sujeiras. Sem falar que, quando viajar, terá de encontrar quem irá tomar conta do bichinho. Topa? Se não, nada feito.

       

      “A cada novo minuto você tem a liberdade e a responsabilidade de escolher para onde quer seguir, mas é bom lembrar que tudo na vida tem seu preço.” – Zibia Gasparetto

        Postado por Feito a Mão em papo de mãe | Comentários (24)

        Um chá de bebê pra lá de charmoso – participação especial de Darlene Venturi – EDITADO


        Vocês se lembram da Darlene, não? Ela já esteve entre nós mostrando suas habilidades quando compartilhou as fotos do aniversário do seu pequeno Gabriel, no tema Homem Aranha.

        Já naquela época a Darlene tinha me mostrado as fotos lindas do chá de bebê de sua sobrinha e afilhada, Pietra. Como não podia deixar de ser, a convidei para mostrar as fotos aqui no blog.

        A Darlene aceitou, embora tenha demorado um pouco para enviar as fotos, o que não foi de todo ruim, pois a demora nos premiou com fotos em dobro. Eis que nesta semana recebo seu e-mail com as fotos do chá de bebê e do batizado da pequenina! Filho dos outros cresce rápido, já perceberam? O batizado será objeto de um post exclusivo, em breve.

        Vamos mostrar hoje o chá de bebê da pequena Pietra. A Darlene, como uma madrinha babona que é, se encarregou de tudo: do convite ao tradicional bolo de fraldas. Contou, claro, com a ajuda de sua mãe, sua cunhada e do seu irmão, avó, mãe e pai da criança, respectivamente.

        Para o convite, ela usou um modelo que encontrou neste site. E o adaptou usando papel para scrapbooking.

        cha de bebe pietra3

        convite cha de bebe

        cha de bebe pietra2

        A Darlene tem malharia e usou e abusou do material de que dispunha em abundância: malhas e caixas de papelão. 

        cha de bebe pietra8

        Sobre a mesa, um pedaço de malha rosa jogado displicentemente e bandejas de MDF brancas avisavam que uma linda menininha estava sendo esperada com carinho e ansiedade.

        Abaixo da mesa, o nome da neném foi divulgado para o mundo.

        cha de bebe pietra 8   cha de bebe pietra7

        Para acomodar as lembrancinhas, a Darlene encapou caixas de papelão com malha branca, passou fita de cetim e decorou com fuxico que ela mesma fez. Por cima, usou o mesmo tecido de bolinha que cobriu a mesa principal. 

        cha de bebe pietra5 

        As caixas foram criadas para ostentar com toda pompa e circunstância essas belezuras de sapatinhos feitos de papel de scrap.

        cha de bebe pietra6  

        As lembrancinhas  tinham um mimoso lacinho de fita como acabamento e abrigavam saquinhos de marshmallows. Achei a ideia muito linda!

        A Darlene nos enviou o molde do sapatinho. Parece fácil.

        sapatinho

        Pelo jeito, ela adaptou o modelo acima para transformá-lo num sapatinho do tipo boneca, já que o original é um modelo de menino.

        cha de bebe pietra10

        A Darlene viu o bolo de fraldas em uma comunidade de festas infantis, no orkut e o reproduziu. Por meio deste vídeo, cujo link ela nos enviou, dá para ter uma idéia de como fazê-lo:

         

        Ela explica que primeiro enrolou todas as fraldas e passou uma cordinha de borracha (tipo liga de dinheiro) ao redor, para ficar firme, não usou nada no meio do bolo só as fraldas mesmo. Depois as arrumou e pregou a fita de cetim ao redor, com fita dupla face.

        cha de bebe pietra9

        A arte da letra usada no bolo e na mesa principal foi pela amiga Rosi Grippa, que aceita encomendas.

        No topo do bolo, ela usou um bercinho que foi comprado para enfeitar o quarto da recém-nascida.

         cha de bebe pietra13

        cha de bebe pietra14

        cha de bebe pietra15

        Nas fotos acima, vemos que a Darlene fez bom uso dos moldes que outra convidada especial já nos presenteou. Lembram do suporte para cupcakes que a Francine compartilhou aqui?

        Outra dica que a Darle retirou aqui do blog foi a cobertura dos cupcakes feitas com massa de leite ninho.

        cha de bebe pietra16 cha de bebe pietra17 cha de bebe pietra18

        As flores que aparecem na foto acima não são naturais, embora pareçam. A Darlene as comprou em lojas de preço único. Vieram num ramo com seis rosas por 1,99.

        Nos potes ao lado das rosas, foram colocados docinhos de leite ninho em formato de corações e flores, feitos com a massa que sobrou da cobertura dos cupcakes.

         cha de bebe pietra19 

        Ela conta que fez os famosos Danoninhos de Tang e enfeitou as colheres com lacinho de fita.

        Danoninho ou Petit Suisse

        1 pacote de suco tang ou clight (usei as duas marcas e deram certo) sabor morango

        1 lata de leite condensado

        2 latas de creme de leite

        Junte no liquidificador o leite condensado e o creme de leite. Vá despejando aos poucos o suco em pó até que você perceba que está ficando cremoso. Depois de pronto é só colocar em um recipiente de sua preferência e colocar na geladeira.

        cha de bebe pietra11cha de bebe pietra12

        Além dos docinhos modelados feitos com massa de leite ninho, a Darlene fez os docinhos tradicionais, que foram acomodados em delicadas forminhas cor de rosa com lacinhos. Tudo muito feminino!

        A receita é uma só, com pequenas alterações: leva-se os ingredientes ao fogo, mexendo até engrossar.

        Brigadeiro

        1 lata de leite condensado

        1 colher margarina

        chocolate em pó e nutella

        Docinho  de coco

        1 lata de leite condensado

        1 colher margarina

        coco ralado

        Docinho de coco queimado

        1 lata de leite condensado

        1 colher margarina

        coco ralado queimado

        Apesar de ser um chá de fraldas extremamente cor de rosa, toda a decoração assumiria um tom mais neutro se fosse feita na cor verde, azul, laranja, marrom com azul ou até mesmo vermelho e água – tão em moda, atualmente – podendo ser aproveitada para qualquer sexo. Basta um pouco de criatividade, como a que a Darlene demonstrou ao adaptar  o modelo do sapatinho de papel.

        Eu gostaria de agradecer mais uma vez a participação da Darlene e espero que vocês tenham gostado tanto quanto eu das preciosas dicas que ela nos deu. Chego a lamentar não ter feito um chá de bebê em nenhuma das minhas gestações… Agora é tarde.

        Quando este post for ao ar, estarei curtindo um friozinho numa das capitais mais lindas do Brasil. Quem adivinha? Uma dica: vou passear pela litorina, visitar a feira de artesanato no Largo da Ordem, experimentar o esquisito barreado e me esbaldar em Santa Felicidade. Ficou fácil, agora, não?

        Um excelente final de semana a todos!

        ***

        EDIÇÃO:

        É necessário que se faça uma pequena correção: a Darlene nunca me disse que tinha adaptado o molde dos sapatinhos, eu deduzi a partir do molde que ela encaminhou. Recebi um email que indicou este site, onde estão os modelos feminino e masculino, inclusive com template para imprimir: http://www.lovebugscrapbooking.com/forum/viewtopic.php?t=5043

          Postado por Feito a Mão em chá de fraldas,convidada especial,culinária,festa infantil | Comentários (74)

          Feito por suas mãos – coletânea de junho


           

          A primeira publicação do Feito por Suas Mãos na casa nova está especialmente inspiradora. Tem várias festinhas lindas, uma receita minha que foi testada e aprovada pela Zuília, as artes digitais que a Natasha usou nos presentinhos personalizados de páscoa, um vídeo passo a passo de centro de mesa, compartilhado pela Nilcéia,  e duas festas que usaram material reciclado – ecologicamente correto, economicamente viável e muito criativo!

          Ah, tem também a indicação de uma profissional de Maceió, que fez aquelas passinhas lindas que eu ganhei de presente no último aniversário da Clarinha. Ela é mãe da Cláudia Moraes, leitora do blog, cuja festinha de Branca de Neve faz parte do post de hoje.

          Espero que gostem da seleção.

          Chocolates de Páscoa da Natasha Martins

          Natasha Martins

          Preciso confessar….desde o momento que vi os chocolates personalizados para páscoa, fiquei com uma vontade enorme de ter umas 200 tias para presentear quando minha filha fosse pra escola…kkkkk

          Eu não sei usar o photoshop, uso um programa mais fácil, que comprei há anos – www.scrapbookmax.com – ele é mais fácil de usar, pq já vem tudo montado, inclusive alguns templates. Usei para fazer muita coisa – convites, scraps digitais…..com a ideia dada, comprei um template do site oficial. E mãos à obra!!!!

          Papel – havia comprado vinil adesivado para fazer lembrancinha pro chá de panela da minha filha. Acabei não usando, usei na apresentação dela na igreja. Sobrou. Foi tu mesmo.

          Texto – além do feliz páscoa, peguei um versículo bíblico. Afinal, a Páscoa é uma Festa Cristã!!! Não podemos nunca esquecer o significado da festa.

          Arte – só fiz baixar o template….só felicidade! fundo, borda, tudo ali, a mão..e usável para quem não tem paciência pro photoshop!!! :P

          Usei caixinhas que já tinha usado na festa do batizado da minha filha (depois posto uma segunda leva de feito por suas mãos…), 2 caixas diferentes para as professoras titulares, e 4 para as auxiliares. Coloquei dentro um cupcake (uma receita perfeita que sempre uso, garantia de sucesso pleno e absoluto), uma barra de suflair personalizada (de\para) e 2 barrinhas de laka de feliz páscoa. Para arrematar, papel celofane.

          A maioria das coisas já tinha em casa, então o custo ficou baixíssimo. Comprei os chocolates no atacado (perto do meu trabalho tem vários atacadistas de…CHOCOLATE!!!) , caixa já tinha, papel celofane comprei, forminhas para cupcakes, já tinha…

          Claudia, MUITO MUITO MUITO obrigada por compartilhar suas ideias com todos!! poucas são as pessoas que conseguem compartilhar conhecimento.

          seguem fotinhas do antes…durante e depois!!!!

          Centros de mesa da Nilceia Duclos

           100_0175

          Oi Claudinha,me inspirei nesses centros de mesa da Ruth Ramos,post de Dezembro e fiz centros de mesa pro niver da minha filha,mas fiz um pouco diferente.Mantive a flor que achei linda e ao invés de cachepô usei um copo com jujubas.

           

           

          Espero que gostem.
          Bjs,
          Nilceia Duclos.

          Bacalhau na nata da Zuilia Prado

          DSCF0253 - Zuilia Prado

          Ei Claudinha,

          Andei testando mais uma das suas receitas… hoje fiz a delícia do bacalhau na nata para os meus pais que vieram passar passar a Páscoa conosco!

          Que delícia!! Todo mundo adorou… só não comeram tudo pra não cair no pecado da gula em plena Sexta-feira Santa! rsrsrs

          A foto foi do pobrezinho abatido pela galera, porque quando chegou na mesa era tanta fome que nem lembramos da foto!! rsrsrs

          Um beijo grande e uma Feliz e Santa Páscoa pra você e toda a sua família!!

          Zuília

           

          Festa da Amanda Helen

           LENTES DA MAMAE (18)

          Amanda

          Oi Claudinha, td bm? então adoro seu blog falei dele pra tds minhas amigas, além do que tentei copiar seus docinhos de leite ninho mas não ficaram tão bons, ahhhhh não achei o açúcar refinado raízes utilizei o UNIAO LIGHT na mesma medida e ficou ótimo para modelar, também, eu errei muito, esqueci de rechear e colocar algo pra colar a pasta americana no cupcake, não sabia como colocar o doce de leite ninho sobre a pasta, mas acho que até que ficou legal para quem não sabe nem fazer uma casinha no papel, fiz até o vestido da branca de neve sem nunca ter feito corte e costura, foi a primeira vez que fiz isso também, mas me encorajei vendo seus depoimentos e das suas leitoras, espero aperfeiçoar bem pra melhorar ano que vem, segue em anexo algumas fotinhas para você ver e me dar um parecer obrigada,,,,, foi assim tudo feito em casa mesmo, até o salgado, e foi muito bom pq minha pqna princesa se divertiu muito com os preparativos e com a festinha.
          Amanda Helen Heitor Vicentini

          Festa do Pequeno Príncipe da Thaís Regina

          Thaís Regina

          Bom Dia Claudinha,

          Sempre acompanho seu blog, e me admiro muito com sua disposição e criatividade!

          Em Março meu filho Eduardo fez 2 aninhos e eu com muita inspiração em seu blog, fiz com minhas próprias mãos uma festinha pro meu filhote!

          O Tema foi “O Pequeno Príncipe”.

          Com ajuda de uma amiga, montamos o arco de bexigas, montamos a cortina de estrelas do fundo e organizamos a mesa!

          A minha mãe e meu esposo me ajudaram com os docinhos e durante o mês inteiro que antecedeu a festa fui criando a festa na minha cabeça, idealizando tudo e já preparando os detalhes: As forminhas com fita de cetim, as colherinhas com estrela na ponta para os copinhos de brigadeiro, a roupa do boneco (pq ô coisa difícil de achar é um boneco do PP né)… enfim! Tudo muito simples, mas feito com muito amor!

          Obrigada por ser fonte de inspiração!

          Bjos Thaís

          http://soueuthais.blogspot.com/

          Festa da Branca de Neve da Cláudia Moraes

          Cláudia2

          Claudinha,

          Olha… todo mundo elogiou tudo…. do convite às lembrancinhas (feitas por "minhas mãos").

          Quanto aos convites…..meus pais me ajudaram a cortar e colar.

          Quanto às lembrancinhas….amei fazer…. comprei 40 maçãs de plástico na PH do comércio, umas fitas xadrez, amarela e verde na Costurela, e alguns botões em formato de maçã na Gaivota e enchi de balas. Fizeram um sucesso danado e deu um charme enorme à estante.

          Uma semana antes da festa resolvi fazer os cadernos de desenho, que você fez no tema da minnie. Fiz 40. No início deu uma trabalheira danada, mas quando peguei o jeito, o trabalho fluiu e o reconhecimento foi maravilhoso. Fez sucesso. Também ficou um charme na estante alugada.

          No dia da festa, ainda inventei mais moda. RSRSRS. Já estava no embalo não é??? Comprei umas garrafinhas e uns potinhos pra encher de confete e imprimi em papel adesivo a foto da branca de neve tirada do google.

          Cláudia

          E os seus tags para o cupcake ficaram lindos também. Deram exatamente o efeito que eu queria.

          As fotos foram tiradas pela Monique Abreu que me ajudou com a decoração. Não tive coragem de fazer sozinha e acabei contratando ela, mas não me arrependi.

          O bolo foi da Fabiana….indicação sua… MARAVILHOSA!

          Mesmo à distância…e nos pequenos detalhes… você fez parte desse dia.

          A  branca de neve Malu e eu agradecemos o seu imenso carinho.

          Feliz dia das Mães

          Um beijo bem grande.

          Cacau

          A Cacau mora em Maceió, as lojas a que ela se referiu são daqui. Não sei se vocês lembram, mas a Cacau foi a leitora do blog que me presenteou com aquelas deliciosas  passinhas no aniversário da Clarinha, de Alice no País das Maravilhas. De tanto vocês elogiarem, eu pedi o contato da mãe e da tia  da  Cacau, que aceitam encomendas. Eu recomendo!

          Os telefones são 3377.6529 / 9961.9804 (Cléa Moraes) e 3338.4234 /9902.9641 (Vera Moraes).

          As artes digitais a que a Cacau se referiu foram o modo singelo que eu encontrei para tentar retribuir sua gentileza. Ainda não aceito encomendas, mas a criação deste site é meio caminho andado neste sentido. Estou seriamente reconsiderando meu medo de embarcar nesse ramo. Quem sabe?

          Festa das Fadas da Alissa, feita pela Lacidy Nunes

            Lacidy 

          Oi Claudinha,

          Quanto resolvi fazer  a festa da minha filha de 5 anos procurei na net,algumas ideias.E desde o dia que descobri seu blog,não precisei de mais nada.Ótimas ideias,bem explicados,então estou lhe enviando algumas fotos com o que fiz inspirada no seu blog.

          Obrigada!

          Lacidy2

          A sacolinha surpresa com a moldura das fadas e a foto da Alyssa. O convite redondinho,e por dentro fotos de 1 a 4 anos da Alyssa inspirado no convite da Minnie que  vi no seu blog. E por última o enfeite de centro de mesa da sininho,que coloquei bombons dentro,esse criação própria.

          Lacidy Nunes

          Festa com material reciclado, da Maria Betânia Nascimento

           Maria Betânia Maria Betânia2

          Oi, Claudinha,

          bjs p vc e suas meninas.

          como sempre, o blog tá lindo e recheado…

          Tô enviando pela primeira vez fotos da festinha de minha jóia rara Ágata.

          Foi bem simples, com material reciclável e a família.

          com o tema "Meu Jardinzinho Feliz", utilizei material reciclável, sacolinhas de cx d leite, topos de mesa de pet,

          convites porta-recadinhos em cd reciclado e assim foi…

          A festa foi em Abril, dia 23. Mas dei um jeitinho d t enviar só as mais organizadas.

          Espero q vc goste, pq a maioria foi inspirada nas idéias q vc divulga no seu blog.

          Bjs meus e da pq Ágata! Feliz dia das Mães!

          Primeiro aninho do Bernardo, filho da Tayanna Tavares

          Olá Claudinha fiquei encantada com o seu blog ameiiiiii…..fis a festinha do meu filho de 1 aninho e teve umas coisas que eu fiz….as forminhas e os tapetinhos com papel celofane pois não achava das cores que queria só achava transparente as lembrancinhas que são potinhos de papinhas da Nestlé com brigadeiro de colher foi um sucesso, o bolo foi uma amiga quem fez tb muito lindooooooo.

          Bjos

          Tayanna Tavares

          (Obs. Tayanna, das fotos que você me enviou, a única que abriu foi essa).

          Para localizar os posts que inspiraram as publicações de hoje, basta acessar o índice de festas por tema e o caderno de receitas, na lateral direita do blog.

          Pessoal, por hoje é só. Ainda tenho muitas fotos para publicar, mas vou deixar para uma outra oportunidade, para que este post não fique muito longo. Peço um pouquinho de paciência àquelas cujas fotos ainda não foram publicadas, estou obedecendo à ordem cronológica, ok?

          Meus parabéns às participantes da vez. Posso dizer que fiquei especialmente satisfeita ao publicar este post. Os trabalhos ficaram lindos! E teve até uma receitinha (minha) testada e aprovada! Oba!!!! Adoro quando isso acontece.

          Se você também quiser participar desta seção, basta me enviar uma mensagem para o e-mail blogfeitoamao@gmail.com, com uma ou mais fotos de trabalhos feitos por você, cuja inspiração saiu daqui.

          Um grande cheiro pra todo mundo, aproveitem o feriado. Para mim, vai ser um feriadão, pois dia 24 também será feriado. Vou dar uma relaxada, preciso desacelerar, estou entrando oficialmente de férias a partir de segunda-feira. São apenas 15 dias, mas tenho de colocar umas “coisinhas” em ordem. Talvez as postagens fiquem mais espaçadas, mas não vou sumir.

          Claudinha.

            Postado por Feito a Mão em Feito por suas mãos | Comentários (30)