Archive for the 'fuxico' Category

Detalhes do café regional e a lembrancinha que eu preparei para a ocasião


Como eu prometi no último post, darei maiores detalhes sobre a confraternização que fizemos no grupo de Pilates. 

Escolhemos como tema um café regional. A maioria das meninas não bebia nada alcoólico, seja por causa da religião, seja porque estivesse de dieta ou porque fosse abstêmia por natureza. Então, dessa vez, as xícaras e bules funcionaram de verdade.

café regionalNão fosse pelos 5 metros de chita, eu diria que não comprei nada para ornamentar a mesa e a varanda. Minha casa já tem muitos itens regionais, naturalmente. Tudo o que fiz, foi realocá-los de seu lugar de origem para  a mesa de jantar.

As galinhas cangaceiras e as frutas de tecido migraram da cozinha para lá. Já a barca de cipó veio do centro da sala de estar.

café regional3

As estatuetas de ferro, deixaram a minha estante da sala, para posarem orgulhosas de ser nordestinas. O Guerreiro representado no chapéu do homem faz alusão expressa ao folclore alagoano.

O vasinho com cacto veio da mesinha da varanda. A neguinha de vestido estampado veio do meu gabinete. A escultura de madeira da retirante grávida com um pote da cabeça veio do mezanino. E assim por diante. Saí catando todos os enfeites que pudessem ser aproveitados no tema da reunião.

café regional2

Como a varanda já era naturalmente decorada nesse estilo, foi lá que resolvi nos instalar. Principalmente por ser mais ventilado e agradável. Coisa imprescindível numa noite quente de verão. Para complementar, apenas uma passadeira de filé sobre o aparador da sala de jantar que foi transferido para lá, para acomodar as lembrancinhas.

DSC01147

A mesa antes das comidinhas chegarem

DSC01155

DSC01158

E depois dos comes e bebes arrumados

DSC01179

Comes & bebes

Para acompanhar o café, pão de queijo, pastéis de carne moída, bolos regionais (de banana, de rolo, de massa puba e de batata doce), atolado de macaxeira com carne de sol e caldo verde.  Para quem estava bebendo, tijolinhos de tapioca com queijo coalho e mel de engenho. E para sobremesa: cartola (banana assada com queijo coalho e mel de engenho) e sorvete de tapioca.  Tudo delicioso e muito regional.

café regional - guloseimas

As lembrancinhas

Resolvemos também trocar lembrancinhas, que podiam ou não ser regionais.

DSC01237 

Três meninas se inspiraram no natal. A Polly levou bloquinhos de anotação com imagens de Papai Noel, a Marlete levou anjinhos de sabonete e a Alice levou um menino Jesus numa manjedoura. Já a Cida levou espelhinhos para colocar na bolsa e a Daíse levou pães de mel embrulhados num saquinho de chita. A Simone levou um jogo de raciocínio lógico, que me deixou louquinha, mas finalmente consegui tirar a bendita argola depois de meia hora de tentativas. Acho que as 6 taças de espumante que eu tomei devem ter adormecido pelos neurônios. hahaha

A menção especial vai para a Andréia, que resolveu presentear-nos com o livro recém publicado por sua filha, Nicole Marques, de apenas 11 anos! Sem dúvida alguma, uma lembrancinha muito peculiar e especial. 

A garota que queria escrever um livro está à venda, e quem se interessar pode contatar a Andréia Marques pelo facebook. Eu imagino o quanto ela deve estar contente com o resultado do livro, eu morreria de orgulho, em seu lugar!

DSC01235

 

Passo a passo da minha lembrancinha

      DSC01084 

A lembrancinha que eu entreguei foi algo voltado ao Pilates. Resolvi fazer uma coletânea de todos os CDs de relaxamento e meditação que eu tinha em casa. O passo a passo está descrito logo abaixo.

1. Convertendo CDs de música em MP3

Converti as músicas para o formato MP3, usando o Windows Media Player. Fiz isso, usando este tutorial aqui. 

2. Gravando um CD de dados

Uma vez convertidas as músicas escolhidas, gravei-as num CD, utilizando o programa Nero Express, na opção gravar um CD de dados. Aqui tem um passo a passo de como fazer isso. Não vejo por que reproduzi-lo.

3. Criando o envelope do CD

Depois dos CDs gravados, desmontei um envelope de CD que eu tinha em casa, para usá-lo como molde. Risquei e cortei este molde sobre papéis de scrap de cores variadas. Cortei usando tesoura mesmo, já que eram apenas 8 unidades.

Colei as abas laterais do envelope e pus o CD dentro.

4. Fazendo as etiquetas dedicatórias

Para finalizar a embalagem, cortei tags, usando um cortador manual para scrap. Escrevi uma pequena mensagem desejando paz e tranquilidade às minhas convidadas. Talvez porque fosse tudo do que mais eu estivesse precisando no momento.

DSC01079

A tag dizia:

“Podemos encontrar a paz de várias maneiras. Meditar, relaxar, praticar o bem, não guardar rancor e cultivar amizades são apenas alguns exemplos. Que este CD possa lhe trazer um pouco de paz e tranquilidade.”

 

DSC01087

5. Cortando imagens na silhouette

Na parte da frente da tag, eu resolvi colocar imagens de uma pessoa em posições de Pilates, já que tínhamos esse interesse em comum e a confraternização era do grupo de Pilates. 

image

Usei o mesmo arquivo que eu já tinha usado quando escrevi o post sobre os benefícios do pilates.

pilates

6. Convertendo um arquivo PNG em STUDIO, para utilizá-lo no software da silhouette

Para cortar as imagens, usei minha silhouette. Mas antes foi preciso converter o arquivo original (PNG) para o formato STUDIO, compatível com a máquina.

Foi graças a este magnífico e esclarecedor tutorial que eu consegui converter a imagem acima. Vocês não imaginam o quanto fiquei satisfeita com isso. É muito reconfortante e libertador saber que agora posso cortar tudo, absolutamente tudo o que eu desejar, sem depender de cartuchos ou arquivos pagos.  I love my silhouette!

Eu sabia que era possível fazer isso, mas ainda não tinha tido tempo para pesquisar a respeito, nem muita paciência para aprender a fazer todo o procedimento. Certas coisas é melhor fazer de cabeça fria, sem pressa.

7. Dicas de como reutilizar uma base de corte sem muitos gastos

Outra dica muito boa para as silhouette maníacas é que é possível reciclar a base de corte em casa. Vocês já devem ter percebido como os acessórios da silhouette são caros, não? A base de corte é um deles. As meninas da Die Cut & Cia prepararam um post exclusivo sobre como reciclar a base de corte usando a cola Spray Mount.

Eu demorei para encontrar essa cola. Só consegui pela internet. Mesmo assim, por um preço um tanto salgado, o que somado ao frete ficou mais salgado ainda. Só depois que eu já tinha comprado, foi que a Erika Menezes deu-me outra dica valiosa, que nos possibilita economizar ainda mais!

Ela me ensinou que dá para usar a cola permanente Acrilex, que custa cerca de 2 reais o potinho. Você passa com o pincel, vai colocando uma folha pra tirar a cola. Coloca e puxa, coloca e puxa, daí ela fica pegajosa igual à cola original.

Eu não digo que é conversando que a gente se entende? Quanto mais eu leio, mais vejo que nada sei sobre minha silhouette. Estou engatinhando ainda.

8. Como fazer sua base de corte em casa

Outra dica fabulosa que aprendi com a Erika é que dá para fabricar uma base de corte usando acetato de espessura aproximada à da base de corte original. Vejam só que belezura! Eu nunca imaginaria isso! Aqui em Maceió, já comprei acetato por metro na Felícia, mas imagino que em qualquer papelaria de vergonha é possível encontrar o produto.

Bom, dicas da silhouette dadas. Sigamos adiante.

9. Enfeitando o envelope do CD com fuxico e palhinha

Cortadas as imagens das “pilateiras”, colei-as sobre as tags usando fita adesiva dupla face de espuma (mais conhecida como fita banana). Para arrematar, um pequeno fuxico feito com chita e um lacinho de palhinha que também foram colados com a mesma fita.

DSC01075

Estou pensando em fazer uma versão natalina deste CD, para presentear as professoras de aulas adicionais das meninas (natação, handebol, dança, música, inglês, relações interpessoais, coordenação, orientação, a motorista da perua escolar, sua assistente etc. etc. etc.). E tudo em dobro, porque eu tenho duas filhas! É tanta gente que só fazendo uma lembrancinha mais acessível para não deixar ninguém de fora. 

Acho que dá para aproveitar até mesmo a chita que usei, já que seus tons lembram o natal. Nesse caso, faria os envelopes verdes ou vermelhos e cortaria imagens natalinas para as tags. Até já fiz a seleção musical. O que vocês acham?

Uma excelente semana e um cheiro bem grandão pra todo mundo!

Claudinha

    posted by Feito a Mão in decoração,festas juninas,foto e scrap,fuxico,gráfico,leitura,natal,passo-a-passo,presente and have Comentários (33)

    Sugestão de presente para o dia dos professores. Um passo a passo da nossa convidada especial, Luci Cardinelli.


    Como eu falei pra vocês na sexta-feira, a convidada de hoje é um artesã de primeira grandeza. Muito talentosa, perfeccionista no acabamento e acima de tudo muito prestativa em seus tutoriais.

    Ela mantém ativos 3 blogs: um para divulgar seu trabalho, o Artes da Luci, outro para difundir seus tutoriais e outras ideias interessantes que ela encontra por aí, o Postando sobre Artes, e um terceiro onde ela comenta o que lhe vem à mente, o Vida. Os três são deliciosos e merecem uma visitinha.

    Estou falando da Luci Cardinelli. Já falei sobre ela outras vezes aqui no blog, repassando selinhos ou comentando o quanto gostei de seu trabalho, quando lhe encomendei essas canecas ou, mais tarde, esses pratinhos. De modo que podemos dizer que a Luci é de casa.

    E sendo assim uma convidada íntima, dispenso as cerimônias, puxo uma cadeira e convido vocês a puxarem uma também, enquanto passo a palavra à Luci, que nos presenteou com um oportuno passo a passo que será bem-vindo nessa época do ano, como ela mesma explica. 

    Receber um convite da Cláudia para escrever algo para ser publicado aqui nesse espaço é delicioso, mas dá um frio na barriga, pelo tamanho da responsabilidade. Ela me deixou super à vontade sobre o que escrever, ou mesmo se eu quisesse fazer um passo a passo. Quando parei para pensar no que postar para vocês, procurei levar em conta o perfil do blog e das leitoras dele. Vejo o sucesso que faz os paps das festas, de como tem mães por aqui e decidi partir daí.

    Lembrei que o dia dos professores se aproxima e assim pensei em algo que vocês pudessem fazer para presentear as professoras e que não fosse muito difícil, para que mesmo quem não faz artesanato, que acha que não tem jeito para isso, pudesse fazer. Ao mesmo tempo pode servir para fazer de lembrancinha em aniversários e até mesmo para presentinhos de final de ano.

    A primeira ideia foi um sachê, porém depois de pronto, vi que poderia ser também um chaveiro, e então fiz os dois. Espero que gostem e que façam.

    pap1 1 – Material necessário: 2 tecidos com estampas diferentes, onde deverão ser cortados 6 círculos de 7 cm de diâmetro do tecido escolhido para fazer as pétalas e 2 círculos de 6 cm de diâmetro para o miolo; cola pano; plumante; agulha; linha e essência de sua preferência.

    2 – Alinhave ao redor de cada círculo perto da beirada. Quanto maior os pontos de alinhavo, mais franzido fica.

    3 – Faça um leve franzido

    4 – Encha com plumante.

    Como o plumante é bem leve, vá puxando para a beirada e colocando mais até ficar bem cheinho.

    pap2 5 – Segure dessa forma e franza mais um pouco

    6 – Pingue no plumante algumas gotas da essência. Aqui coloquei sobre a mesa para pingar a essência para ter uma mão livre para fotografar, mas você continua segurando como na foto anterior.

    7 – Franza bem, e apertando o fuxico, arremate.

    8 – Todos os fuxicos prontos.pap3 9- Usando uma linha mais grossa, usei a Âncora para bordar, una as pétalas passando a agulha perto do franzido.

    10 e 11 – Puxe bem.

    Você vai ver que elas ficam desencontrada.

    12 – Coloque sobre a mesa e  vai arrumando as pétalas e puxando a linha para ficar assim.

    13 – Puxe bem, dá uns 3 nós e corte as pontas

    14 – Pegue um dos fuxicos feitos para o miolo e passe cola pano. Não só na ponta, mas também um pouco ao redor para colar nas pétalas.

    feito a m úo 1815 – Encaixe no centro.

    16 – Veja do outro lado.

    17 – Faça o mesmo com o outro fuxico do miolo e cole um no outro, apertando bem para que fique bem coladinho.

    18 – Agora é só embalar usando um saquinho de celofane e fitinha de cetim.

    feito a m úo 19

    Você poderá usar essa mesma flor para fazer um chaveiro. Para isso não use a essência.

    Material que vai precisar: mosquetão e argola para chaveiros, contas coloridas, pingente de linha, a linha mais grossa e uma agulha mais grossa.pap4

    19, 20 e 21 – Dê uma laçada prendendo a linha na argola.

    22 – Enfie as contas escolhidas para a parte de cima

    pap5 23 – Passe a agulha através da flor, enfie as contas da parte de baixo e passe a agulha pela alça do pingente.

    24 e 25 – Volte com a agulha por dentro das contas. Vai puxando a linha e verá que a alça do pingente entrará nas últimas contas.

    26 – Arremate na parte onde a linha saiu da flor.

    27  – Prenda o mosquetão na argola e está pronto!

    feito a m úo 28

    28. Agora é só embalar.

    feito a m úo 29

    Espero que tenham gostado e que aproveitem.

    Cláudia, mais uma vez muito obrigada pelo convite. É uma honra estar aqui no Feito a Mão.

    Luci, eu é que agradeço sua participação aqui. Fiquei muito feliz que tenha aceitado meu convite. Você tem jeito de professora… tão didática que mesmo quem nunca pegou numa agulha se desenrolaria numa boa, depois desse post.

    Acho que a gente sempre pode aprender alguma coisa com pessoas mais experientes. Embora eu já tivesse feito esses sachês, quando fiz o móbile das bonecas e os centros de mesa de bonequinhas, aprendi com você agora o truque de como passar a linha duas vezes (na ida e na volta) por dentro da flor e de como arrematar a linha no final, prendendo a argola do chaveiro.  Além do mais, minha flor não tinha dois miolos como essa sua, aprender como você fez o acabamento – colando dois fuxicos, um de cada lado – foi ótimo!

    Seu passo a passo caiu como uma luva para o dia dos professores. As duas opções de presente são muito úteis e criativas. Quem não ria querer ser presenteada com algo assim tão delicado?

    Agradeço seu desprendimento em compartilhar, sua paciência e sua boa vontade em nos presentear com um tutorial tão explicadinho como esse.

    Estou realmente muito satisfeita com essa nova seção de convidadas especiais. Sabia que essa troca de experiência iria nos enriquecer, mas só agora vejo o quanto. Espero que vocês estejam curtindo tanto quanto eu.

    ***

    Uma boa semana a todos! E lembrando que, apesar de já terem sido encerradas as inscrições na meia-noite de ontem, só poderei divulgar o resultado do sorteio amanhã, logo cedo, pois ainda não concluí a tabela com o nome de todos os participantes. Quando voltar do trabalho farei isso.

    Boa sorte!

      posted by Feito a Mão in chaveiro,convidada especial,costura e bordado,dia dos professores,flor,fuxico,passo-a-passo,presente and have Comentários (30)

      Frutas de tecido com moldes


      Eu já estava desde há muito com vontade de fazer umas belas frutas de tecido para enfeitar a fruteira da mesa da minha cozinha.

      Já tinha até salvado os moldes que encontrei em várias pesquisas pela internet. Só faltava achar os tecidos ideais. Sim, porque o tecido certo é ó do borogodó! É o que embeleza a peça. Assim, fui deixando esse projeto engavetado.

      De repente, quando estava passeando pela pracinha da figueira em Florianópolis, na manhã de sábado, vi umas barraquinhas de artesanato e encontrei uma que vendia justamente essas frutinhas, muito bem acabadas e em tecidos tão fofos!!! Como o preço era justo, comprei.

      Olha as fotos das minhas frutinhas:

      Agora, fotos das frutinhas isoladamente.

      Olha, gente, as frutinhas não servem apenas para decorar a cozinha, não. Eu, que vivo, como e respiro festas infantis, já imagino essas melancias em cestinhas de palha, servindo de centro de mesa numa festinha da Turma da Mônica, por exemplo, já que a Magali adora melancias. Essa não encontrei molde, mas é a mais simples de fazer. Basta cortar um círculo e fechá-lo em meia-lua. Uma aberração de tão simples, né? Se não encontrar esse tecido de poá, faça em tecido vermelho e aplique “pingos” de feltro preto, para fazer as vezes de semente.


      Ou que tal essas lindas maçãs numa festinha de Branca de Neve. Já pensaram que escândalo? Dá pra fazer até uma macieira usando galhos secos pintados de branco.


      Essas laranjinhas poderiam ser o centro de mesa de uma festinha com tema Fazendinha, Cocoricó ou com tema junino, bem como a pêra e as bananas.

      E essas abóboras? Não ficariam lindas numa festinha de Ciderela? Ai, ai, ai, que eu já tô toda me coçando pra convencer uma das minha filhotas a escolher um desses temas… Logo esse ano que eu havia decidico fazer algo menor e mais simples. Ai, meu Deus!! Mário me mata! rsrs

      Logo abaixo eu coloquei os moldes que eu vinha colecionando. Quem quiser se aventurar na costura, vai ver que é muito fácil. O complicado, como eu falei, é encontrar retalhos de tecidos nas cores e estampas desejadas. Mas quem trabalha com isso deve ter alguns retalhos guardados.

      Mãos à obra!

        posted by Feito a Mão in centro de mesa,costura e bordado,festa infantil,fuxico,molde,passo-a-passo and have Comentários (28)

        Móbile de boneca flor – parte 1


        Esse móbile de tecido, feito em estilo fuxico com rostinhos de bonecas e bonecos é muito versátil. Tanto pode decorar o quarto de um bebê, quanto uma festinha com o tema bonecas.

        Esse foi o tema do sexto aniversário da Maria Clara.

        Que me perdoem as pintoras, mas se tem uma coisa que eu detesto em festa infantil é painel pintado. Não gosto mesmo. Pode ser lindo do jeito que for. Dá a sensação de que é algo sem personalização. Só uso em último caso mesmo. Ainda assim, não o cloco numa posição de destaque.

        Sempre que posso e tenho idéias originais, fujo ao famigerado painel. Nessa festinha, em particular, usei um painel com tule colorido na cor de cada móbile. Gostei do efeito. E, o melhor de tudo: após a festa, o móbile pode enfeitar o quartinho delas.

        Fiz o passo-a-passo enquanto costurava o móbile. Abro um parêntese para explicar que não sou costureira profissional. Eu me arranjo, faço bainhas, prego botões, faço costuras retas, já fiz uma ou outra fantasia de carnaval pra minhas filhotas, mas não sou perita nisso. Portanto, as profissionais me perdoem qualquer deslize.

        Parte 1 – Como fazer a flor de fuxico.

        1. Corte o tecido, usando um píres de chá como ferência (usei tricoline). Cada flor precisará de 5 pétalas. Cada móbile tem 4 flores. Então, são 20 círculos de cada cor.

        2. Franza o tecido com a linha e a agulha como um fuxico. Não precisa fazer a bainha como no fuxico.

        3. Faça uma trouxinha com cada círculo e ante de fechar, insira a fibra acrílica.

        4. Arremate e reforce costurando. Faça cinco para cada flor e depois vá unindo uma pétala à outra, costurando. Depois das 5 pétalas unidas, ficará como na foto 7.

        5. Você pode fazer o rosto da boneca dos dois lados da flor ou apenas de um. Se fizer dos dois, esqueça essa recomendação. Se fizer apenas de um lado, dê o acabamento do outro lado com um fuxico.

        6. Para arrematar o miolo da flor, Corte 4 círculos menores para uma mesma cor. Aqui eu usei a medida do rolo de uma fita adesiva. Faça fuxicos franzindo o tecido, agora não esqueça a bainha.

        7. Feche e reforce com a linha. Dê o acabamento com algumas continhas. Aplique o fuxico na flor, costurando com ponto invisível.

          posted by Feito a Mão in costura e bordado,festa infantil,fuxico,passo-a-passo and have Comentários (6)