Archive for the 'educando filhos' Category

Personalizando o material escolar para uma volta às aulas em grande estilo


Antes de começar a escrever o post de hoje, eu gostaria de agradecer as manifestações de apoio que recebi de vocês.

Escrever um blog seria uma tarefa solitária, se não houvesse esse feedback. Vocês podem ter certeza de que cada comentário daqueles é responsável pela permanência aqui. Claro que gosto de ajudar, compartilhar, trocar ideias, mas gosto muito mais de conhecer pessoas com quem eu tenha afinidades. Quanto a isso, o blog tem me ajudado muito. A maioria de nós tem uma rotina bem corrida: casa, trabalho, filhos, cuidados pessoais, mas nem por isso se conforma em levar uma vida em preto e branco. Queremos cor, queremos vida, queremos dar um tom mais alegre às nossas experiências e às experiências de nossos entes queridos. Queremos uma vida plena e gorda, no sentido mais amplo da palavra, certo?

Pois bem, todos os anos eu gosto de dar um toque personalizado ao material escolar das minhas filhas. Faço isso porque eu me lembro do quanto eu curtia o cheiro de livros novos quando era criança (ainda adoro!). Isso me traz boas recordações do quanto eu ficava ansiosa e cheia de expectativas na véspera da minha volta às aulas, nem conseguia dormir direito.

Em anos passados, fiz capa de caderno em EVA, depois capas de cadernos em digital scrapbooking usando papel adesivo, bordei toalhinhas em ponto cruz e criei etiquetas temáticas. Neste ano, quis fazer algo mais durável e com acabamento melhor.

Descobri o site Digipix quando ainda estava fazendo o fotolivro de aniversário de 10 anos de casamento, lembram? Recentemente, descobri também suas opções de fotopresentes. Foi então que resolvi personalizar totalmente os cadernos e agendas escolares da minhas pequenas.

Cadernos

Como eu estava com pouco tempo disponível para criar layouts novos, resolvi usar páginas que eu já tinha salvado quando fiz o mini álbum em scrap híbrido para o dia dos pais de 2009.

Eu não sei quanto a vocês, mas eu costumo salvar todos os meus layouts em PSD, vai que eu queira reutilizá-los com outras fotos depois? E foi exatamente o que aconteceu.

E assim, nasceram os cadernos da Mariana e da Clarinha, usando o “A Pocket Full Of Posies Kit”, by Katie Castillo.

DSC01726

DSC01742

DSC01727

DSC01728 

Agendas escolares

Quanto às agendas escolares, mudei um pouco o estilo de propósito, já que elas não precisavam ser iguais aos cadernos. Ao contrário: era mesmo interessante que se destacassem do restante do material.

Para a agenda da Clara, criei uma composição usando o kit com 3 Retalhos, da Priscila Rocha.

DSC01731

DSC01732 

Já para a agenda da Mariana, usei um layout que eu já tinha montado antes, quando fiz o convite em scrap híbrido para o seu aniversário de 5 aninhos. usando o kit Minnie, da Just so Scrappy, da Katie Castillo – que atualmente está fora do ar.

DSC01740

DSC01741

Calendários de mesa

Empolguei-me com a produção e resolvi aproveitar o frete, criando algo que me fizesse lembrar as minhas preciosidades, enquanto elas estivessem em aula e eu trabalhando. Como se por acaso eu as esquecesse algum momento! Fiz dois calendários de mesa: um para mim e outro para o Mário.

DSC01733 DSC01734

Para os calendários, usei Quick Pages (Layouts Prontos) da Crazy 4 Monograms, mas preciso admitir que não salvei o nome do kit. Como o baixei há mais de 6 anos, não consegui localizá-lo na internet. E olhe que busquei por mais de meia hora, consultando até os termos de uso do kit! Bem, valeu a intenção e aqui fica a dica. Visitem o site indicado e vocês encontrarão outras lindas QP que podem ser adaptadas a qualquer ocasião. Falta de inspiração não é mais desculpa.

DSC01735 DSC01736

A meu ver, as QP estão para o scrap digital como os bolos de caixinha estão para a culinária. Todo mundo prefere fazer seu próprio bolo, é claro – é mais saudável, mais gostoso e mais fresquinho – mas não há quem não tenha recorrido, ao menos uma vez na vida, a um bolo de pacote, num dia daqueles em que o tempo parece voar ou quando estava começando a aprender a cozinhar.

DSC01737

Na página de dezembro, resolvi usar uma QP natalina usando um freebie chamado 4 x 6 brag book page de Merry and Bright, GottaPixel.com. Não consegui localizar o link exato do freebie, provavelmente porque ele não está mais disponível para download. Como o anterior, este kit eu já tinha em meu PC há muitos anos.

DSC01738 

A vantagem de criar os próprios calendários é que dá para destacar as nossas datas mais importantes. Registrei todos os aniversários dos nossos familiares (pais, irmãos, cunhados, filhos e sobrinhos), além, é claro, de nosso aniversário de namoro e casamento. Quero ver Mário esquecer uma data agora! rsrs

DSC01739

Enfim, em apenas uma manhã de sábado eu criei todos esses itens. Claro que facilitou muito o fato de eu ter usado páginas criadas e salvas anteriormente, além de algumas quick pages, mas o que eu quero mostrar é que falta de tempo ou de criatividade não é desculpa para não ousarmos fazer algo mais significativo.

Saiamos da nossa zona de conforto, de vez em quando. O resultado pode ser muito compensador.

Um bom retorno às aulas para as nossas crianças e tenhamos todos uma excelente semana,

Claudinha.

    posted by Feito a Mão in digital scrapbooking,educando filhos,foto e scrap,fotografia and have Comentários (47)

    Bolo de maçã com aveia


    bolo de aveia com maçã

    Por mais cuidado que eu tenha com alimentação das crianças, o fator genético falou mais alto. Clarinha, apesar de seus 32kg, no auge de seus quase 11 anos, está com 279 de LDL!

    Como montar uma dieta de baixo colesterol para alguém que já é tão franzino? Cortar tudo o que aumenta o colesterol é também cortar quase tudo o que engorda. O que, para ela, não é uma boa ideia.

    Além do fator hereditário (a família de meu marido tem casos registrados de LDL acima de 1.000!), Clarinha está fazendo reposição hormonal para crescimento. Os hormônios interferem na produção do colesterol.

    A menina já pratica handebol, natação e educação física. Então, quanto à atividade física, não há o que inventar mais. Já quanto à alimentação… Somos o que comemos, não é verdade?

    Enquanto aguardo a consulta que marquei com uma nutróloga, andei pesquisando sobre alimentos que baixam o colesterol, seja porque evitam que ele seja absorvido, seja porque evitam que ele oxide, seja porque aumentam os níveis do HDL (colesterol bom).

    Resolvi inventar receitinhas que contenham tais ingredientes para que ela os coma, sem muito sacrifício. Foi então que nasceu esse bolo de maçã com aveia.

    A receita foi adaptada daquele bolo de banana sem lactose, lembram?

    Como a maçã tem mais água que a banana, reduzi a quantidade de óleo original e troquei metade da farinha de rosca por aveia, que tem a característica de absorver umidade em qualquer receita. Por isso os pães que levam aveia são, geralmente, mais secos.

    Além disso, troquei o óleo comum por óleo de canola e acrescentei canela e noz moscada. Vamos à receita final?

    Bolo de maçã com aveia – para baixar  colesterol

    Ingredientes:

    2 maçãs com casca, picadas, sem sementes*

    150 ml de óleo de canola ou girassol**

    2 xícaras (chá) de açúcar demerara ou mascavo

    4 ovos grandes inteiros

    1 1/2 xícara (chá) de farinha de rosca

    1 1/2 xícara (chá) de aveia em flocos***

    1 colher de sopa de fermento

    1 colher (chá) rasa de canela

    1/2 colher (café) de noz moscada ralada

     

    Bolo de maçã e aveia

    Modo de fazer:

    Bata bem os 4 primeiros ingredientes no liquidificador. Depois misture a farinha de rosca com a aveia e, por último, o fermento, numa tigela à parte.

    Leve ao forno médio, preaquecido, em forma untada e polvilhada com farinha de rosca, por 30 a 40 minutos.

    Depois de assado, polvilhe açúcar refinado e canela.

    Se quiser, pode acrescentar fatias de maçã na massa.

    bolo de maçã com aveia

    Este bolo fica muito saboroso! Quase que as meninas não me deixaram congelar as fatias individuais, como fiz aqui. Fica úmido, macio e delicado. Lembra a textura de um bolo de cenoura.

    Congelei a metade do bolo em fatias individuais, para assegurar alguns lanches nutritivos. A outra metade voou rapidinho em menos de 24 horas. Considerando que não era um bolo de chocolate, foi um recorde aqui em casa!

    Se inventar ou descobrir outras receitas legais e funcionais como esta, volto aqui pra compartilhar com vocês. E se vocês tiverem outras dicas legais de pratos nutritivos e “atrativos” para crianças, por favor, eu agradeço muito se as dividirem comigo!

    Não é fácil convencer crianças maiores a reeducarem seu paladar. Quem tiver seus filhos, acostume-os desde bebês a comer corretamente. Depois que eles conhecem arroz, macarrão  e pão branco, fica tão difícil fazê-los gostar dos integrais!

    Um cheiro enorme,

    Claudinha

    ___

    *Maçã é rica em fibras solúveis e contém altas doses de flavonoides e antioxidantes que reduzem o colesterol no sangue.

    **Óleos vegetais de canola e girassol são ricos em fitoesteróis, substâncias que barram a absorção de gordura da dieta, o que favorece a redução do colesterol.

    ***Aveia contém uma fibra que auxilia na redução do colesterol LDL. Consumir 3g dessa fibra pode reduzir em até 20% o colesterol total.

    Dados retirados do Portal IG. Para saber mais, leia este artigo sobre 20 alimentos que diminuem o colesterol.

      posted by Feito a Mão in culinária,educando filhos,saúde and have Comentários (22)

      E finalmente saiu o tão esperado encontro!


      DSC06502

      Foi preciso a Daniele Mariano avisar que voltaria definitivamente para São Paulo para o nosso encontro sair do mundo dos planos e entrar no mundo dos fatos. Foi tudo marcado em cima da hora, sem grandes produções e alegorias, com a simplicidade e singeleza que só as melhores coisas da vida possuem.

      A Fabi Correia, do Delícias Culinárias, também foi, é claro! Tenho de admitir que não deixei minhas companheiras falarem muito durante nosso jantar. É que, apesar de me considerar tímida (cof, cof!), eu tenho um defeito: falo pelos cotovelos!!! Em minha defesa, alego a euforia que senti diante de amizades que nasceram virtualmente, mas que já se enraizaram de um jeito que eu não conseguiria explicar somente com a razão. Foi muito legal! Me senti como uma adolescente com frio na barriga, antes de encontrá-las.

      Fabi e Dani, a noite foi maravilhosa. Só vocês duas pra me afastarem de casa em plena semana de provas bimestrais da Clara. Graças a Deus, o final de semana tinha sido de estudo intensivo, e Mário se ofereceu para fazer revisão de Geografia naquela noite. Fico feliz que tenha sido assim, pois valeu muito a pena!!!!

      Dani, somente agora vendo nossas fotos, percebi que você tem o mesmo V na testa que eu. Até então, eu só tinha visto outras três pessoas com ele: minha irmã, Cacá, minha sogra e a atriz Catherine Deneuve. Mais uma coisa que temos em comum. Bom regresso, mas não deixe de nos visitar, ok?

      Fabi, vamos marcar um repeteco, futuramente, com certeza. Prometo falar menos da próxima vez. Ah, as meninas adoraram os bombons… Você é um doce!

      ***

      Por falar em estudar para prova… eu descobri que ensinar a tabuada de TPM não é lá uma coisa muito inteligente e sensata a se fazer. Ainda bem que para quase todo estrago há solução. Descobri um site maravilhoso, que ensina Matemática a partir de jogos online. Passei grande parte do domingo jogando com a Clara, e ela sequer percebeu que estava estudando. Eu sou suspeita para falar, pois sempre amei a Matemática com a mesma intensidade com que amo a língua portuguesa, mas ensinar com jogos, além de ser mais divertido para quem aprende, é muito menos exaustivo para quem ensina. Onde há prazer, as memórias se fixam mais rapidamente. O blog é: Matemática nas oitavas e vai lhe ajudar bastante se você tem filhos em idade escolar. Fica a dica!

      ***

      Na próxima sexta-feira, teremos uma convidada super especial. Para variar, falando do tema que vocês tanto gostam… Eu bem que tento, mas vocês não me deixam mudar o rumo da prosa, fazer o quê?

        posted by Feito a Mão in conversa fiada,educando filhos and have Comentários (14)

        Como incentivar habilidades artísticas e culinárias nas crianças – Uma sugestão de livros interessantes para presentear no natal


        O natal está chegando e, a essa altura do campeonato, já estamos todas pensando no que dar de presente aos nossos entes queridos. Ganhar presentes e, principalmente, presentear quem amamos é algo tão legal, não é?
        Eu gosto de presentear crianças com bons livros. E quando esses livros conciliam o prazer da leitura com a possibilidade de lhes apresentar um mundo novo, como o da culinária e do artesanato, por exemplo, parecem-me um presente perfeito. Além de aprendizado, proporcionarão bons momentos de entretenimento longe da televisão, o que por si só já é um excelente argumento.
        Para acertar em cheio é preciso antes de tudo conhecer bem os interesses de quem vai ser presenteado, ou do contrário o livro acabará encostado na estante, acumulando poeira.
        Bem, já falei pra vocês que tenho em casa uma aprendiz de chef, que me acompanha nas aventuras com as panelas, e outra aprendiz de bordadeira, que me acompanha nas aventuras com as agulhas, lembram? E foi pensando nelas que comprei dois livros interessantíssimos, o primeiro por sugestão da Maria Nabão (obrigada, Maria!). São eles: Foi Feito por Mim, de Jane Bull, e O Livro de Receitas das Garotas, de Denise Smart.
        livro-presente 037 Os dois utilizam uma linguagem acessível, contêm passo a passo ilustrado e trazem receitas de fácil execução. A impressão e encadernação de ambos são excelentes. Sem falar que as fotos são muito atrativas e coloridas, exatamente como deveriam ser todos os trabalhos voltados para esse público.
        Até eu, que nunca aprendi a fazer tricô por pura falta de interesse, já que moro numa cidade muito quente, acabei me interessando pelo assunto quando vi as fotos ensinando a fazer tricô usando os dedinhos da mão. Tão fofo e aparentemente fácil que perdi o medo de tentar!
        Foi feito por mim Foi feito por mim, de Jane Bull
        “O Livro de receitas das garotas” pode ser um aliado de adultos que estão querendo aprender a cozinhar. Pensa comigo, se suas instruções são dirigidas às crianças, entender os princípios basilares da culinária não vai ser nenhum bicho de sete cabeças. Além de receitas, o livros traz um capítulo à parte com dicas de como receber as amiguinhas, ensinando a fazer convites, marcadores de lugar e mexedores de sucos. Um charme!!!! Eu amei!!! Tá certo, confesso que é o tipo do presente mal intencionado, pois quem mais vai utilizá-lo serei eu, mas todo o resto é verdade.
        livro-de-receitas-das-garotas O livro de Receitas das Garotas, de Denise Smart
        Esse tipo de presente não é propriamente novidade aqui em casa. No ano passado, aproveitei a IV Bienal de Livros para comprar o presente de natal da Clara: uma coleção de cinco livros que ensinam artesanato a partir dos costumes e tradições dos cinco continentes. Uma maravilha! É como fazer uma viagem em volta do mundo, reconstruindo com sucata os ícones de cada região. Trata-se da coleção: Descubra o Mundo, de Marta Ribón, que traz atividades divertidas para as crianças na área de artesanato, receitas culinárias, fantasias e decorações.
        Descubra o Mundo, de Marta Ribón
        América
        África
        Ásia
        Oceania
        Europa
        Vale lembrar que de nada adianta dar os livros e não brincar junto. Acredite, vocês vãose divertir muito quando botarem a mão na massa.
        Não poderia fechar este post sem reapresentar as fotos das obras de arte das minhas filhotas, é claro… Vê se eu ia perder uma oportunidade dessas! cof, cof, cof…
        A primeira peça bordada pela Maria Clara, aos 7 anos, e o primeiro cupcake confeitado pela Mariana, aos 4 anos.
        Para saber mais:
        No site da Revista Crescer há uma lista com excelentes opções livros de culinária voltados para crianças. Eu não conheço lista semelhante que relacione livros de artesanato ou costura, se alguém souber, pode indicar nos comentários deste post.
        Uma excelente semana a todos!
          posted by Feito a Mão in artesanato,costura e bordado,culinária,educando filhos,leitura,natal,presente and have Comentários (23)

          A difícil arte de ser mãe


          O dia das mães está chegando e eu não postei nenhuma ideia craft para presentear nossas mães! É que não tenho tido muito tempo desde que cheguei de viagem e, para dizer a verdade, ainda não fiz, nem comprei, o presente da minha mamãe.

          Eu sou do signo de touro e, apesar de todo horóscopo dizer exatamente o contrário, não sou uma pessoa materialista. Gosto de conforto e qualidade, é óbvio, mas não me ligo em consumismo e marcas de grife. Acho de verdade que algo feito a mão tem mais valor que algo caro, comprado pronto, porque algo feito com carinho é algo feito sob medida para nós. Aposto que nossas mães ficariam satisfeitas com um almoço feito com amor, um bolo diferente, uma cesta de café da manhã, especialmente composta com coisinhas de que ela gosta… São pequenos mimos que transmitirão a mensagem de que ela é especial e vale todo nosso trabalho.

          Somos tão mais felizes quanto de menos precisamos. Essa história de dia das mães, dos pais, dos namorados, das crianças, é puramente comercial e serve mesmo é pra aquecer o mercado. Se esquecermos o real significado destas datas, corremos sério risco de ficarmos feito loucos na fila de um shopping lotado, num sábado à noite, em busca de um presente para aquela que merece toda nossa atenção, não apenas no segundo domingo de maio, mas durante o ano todo.

          Fazendo um exame de consciência, reconheço que não tenho sido uma boa filha. Ao menos não tão boa quanto gostaria. É verdade que falo com minha mãe quase diariamente, por telefone, mas só nos vemos uma vez por semana. Moramos na mesma cidade, mas em bairros extremos. Com nossas ocupações, fica difícil de nos vermos com mais frequência.

          Por isso, no dia de hoje, eu queria apenas dizer que nada do que eu faça (ou compre) seria capaz de retribuir todo amor e sacrifício que minha mãe fez por nós cinco, tudo aquilo que ela nos deu e principalmente aquilo que nos negou. Porque ser mãe é também saber dizer não. É podar as arestas, punir os excessos, dar limites.

          Quando eu vejo tantas matérias sobre violência contra a criança, fico pensando no quão bem dosada deve ser a língua e a mão de uma mãe. Tudo o que dizemos e fazemos com nossos pimpolhos hoje, refletirá na pessoa que eles serão no futuro. É preciso educar com amor, sem traumatizar. E esse é o grande mistério da maternidade.

          Até que ponto consentir certos comportamentos? Como saber quando intervir? Como fiscalizar sem invadir espaço? Como repreender sem desrespeitar? Quando proteger? Quando deixar que ele se vire sozinho?

          Eu ainda não tinha completado 9 anos quando passei para a terceira série (que hoje se chama quarto ano) e estava louca para conhecer a minha nova professora.

          Minha mãe não nos dava permissão de brincar na rua. Então, toda liberdade de que eu dispunha era desfrutada nos pátios de um colégio de freiras. Isso não me incomodava. Ao contrário, eu amava ir à escola. Era meu lugar favorito. Tanto que se meu pai, por algum motivo, queria me chantagear a agir de certo modo, ameaçava me deixar sem ir à escola. É claro que ele nunca chegou a cumprir o prometido… também… nem precisou, porque eu simplesmente obedecia na hora, sem pestanejar.

          Então, imaginem a minha decepção ao constatar que a minha tão sonhada professora da terceira série era uma chata, antipática e grossa.

          Cheguei em casa aos prantos, pedindo a minha mãe que falasse com a diretora da escola, para que ela me transferisse para uma outra turma. Nada demais, na minha cabeça. Disse-lhe o quanto não havia gostado da megera da professora.

          Minha mãe ouviu tudo quieta. Deixou que eu terminasse e só então se manifestou.

          - Eu entendo que você esteja insatisfeita com sua professora. Sinto muito por isso, mas não vou falar com ninguém. Se eu fizer isso hoje, estarei apenas adiando um problema que, mais cedo ou mais tarde, você terá de enfrentar. Eu não existirei para sempre, nem estarei todo tempo ao seu lado. Não poderei afastar todos os amigos, patrões ou namorados que lhe incomodarem. Você tem de aprender a se defender sozinha, o quanto antes.

          Aquilo não me pareceu justo naquela época. Mas o ano de 1983 passou, como aliás tudo na vida. E hoje eu guardo comigo a lição que minha mãe me deu. Talvez ela nem se lembre do fato, mas esta é uma das maiores recordações que guardo da minha infância.

          Quando estou com minhas filhas, fico dosando meus afagos, como quem administra um remédio a conta-gotas. Quero lhes ensinar a pescar e não lhes fornecer o peixe já limpo. É preciso manter os pés no chão para criarmos filhos independentes.

          Criar filhos é parecido com soltar pipa. É preciso dar linha para que a pipa alce voos cada vez mais altos, sem nunca soltar a corda de vez, para não a perder de vista. Só quem está empinando é que sabe a hora certa de soltar ou recolher.

          E nessa ginástica de solta e puxa, vamos exercendo a maternidade, esperando fazer melhor que nossos pais e superar os erros que percebemos que eles cometeram conosco.

          Uma coisa é certa: mesmo que não repitamos aqueles erros, cometeremos outros novos, porque somos humanos e ninguém é perfeito.

          Espero que nossos filhos um dia possam valorizar nossa boa-vontade de acertar e reconheçam que fizemos o nosso melhor.

          E por falar em presentes… Eu já andei recebendo alguns. O que vier depois disso é lucro, pois já ganhei o dia, vejam só:

          ScannedImage

          ScannedImage-2

          Até parece pernambucana, essa menina! A quem puxou o gosto pelo uso da segunda pessoa?

          O que mais posso desejar?

          Um feliz domingo a todas as mamães e futuras mamães que passam por aqui!

            posted by Feito a Mão in dia das mães,educando filhos,papo de mãe and have Comentários (21)