Café com as amigas


Eu amo meu trabalho, por isso não gosto de reclamar quando as coisas estão complicadas. Sou da opinião que só tem problemas de trabalho quem tem trabalho. Então, é dar graças a Deus por não estar desempregada, arregaçar as mangas e respirar fundo, que todo sufoco é passageiro.

Só que tem horas que não consigo ser tão evoluída. Deixo-me contagiar pelo estresse, fico amuada, com enxaqueca, com insônia, bloqueada. Quando isso acontece, o melhor remédio é tentar descontrair nas poucas horas vagas que me restam.

Desde que voltei do chá das flores, que a Katinha fez em sua casa, voltei diferente. Era perceptível a mudança. Estava mais leve, mais alegre, mais satisfeita. Naquela ocasião, uma pessoa a quem estimo me disse para registrar a sensação e não esquecê-la, quando a roda gigante da vida girasse. Sim, porque, na vida, uma das certezas que podemos ter é que se numa hora estamos por cima, na seguinte estaremos por baixo. É preciso não esquecer que nada é eterno.

Eu tenho gostado muito de fazer pilates. Me encontrei fazendo isso. Até já fiz um post falando sobre os benefícios que percebi em minha vida depois que comecei a praticá-lo. Mas não é apenas o exercício que me faz bem.

O grupo do Pilates, ou melhor, os grupos – já que faço em dois horários diferentes – são muito bons. A maioria das garotas eu já conhecia de outras épocas e locais.

A Marlete, por exemplo, é casada com um primo meu. A Alice trabalha comigo. A Pollyana foi minha colega nos tempos de Crisma, na Igreja São Pedro, e fizemos faculdade juntas. A Simone também foi nossa contemporânea nos bancos de Direito da UFAL. A Andréia é mãe de uma coleguinha de escola da Clarinha e esposa de um colega de faculdade de Mário. A Cida é irmã de uma ex-colega de trabalho de Mário e a Daíse é a nossa instrutora querida.

Não foi difícil me sentir à vontade e íntima em meio a um grupo tão seleto como este. Bem que dizem que Maceió é um ovo!

Pois bem. Basta somar um mais um. Estava eu tão cansada com o excesso de trabalho e de responsabilidades, tão saudosa da experiência que tive no chá das flores que sugeri uma confraternização de final de ano com as amigas do Pilates.

meninas
Sentadas, da esquerda para a direita, Simone, Cida, Andréia e Marlete.
Atrás, em pé, Alice, Pollyana e Daíse.

 

eu e as meninas
Agora, a mesma foto, comigo, sem Andréia

 

Quer motivo melhor para reunir algumas amigas e fazer uma tarde de terapia de grupo? A ideia germinou rapidamente. Ofereci minha casa e dividimos o cardápio. Farei um post sobre os detalhes em seguida.

Por enquanto, gostaria de compartilhar um texto magnífico que recebi por e-mail de uma amiga querida, tudo a ver com esse momento que estou vivendo. Não sei se a autoria está corretamente creditada, nem se o conteúdo é autêntico, mas a mensagem é muito especial.

CAFÉ COM AMIGAS
Palestra de Chefe de Psiquiatria da Universidade Stanford

*A Relação entre o Corpo e a Alma, Stress e Desconforto Físico *

No final de uma palestra o palestrante apontou, entre outras coisas, que os estudos mostram que uma das melhores coisas que um homem pode fazer por sua saúde é se casar com uma mulher. O casamento aumenta a longevidade e o bem-estar pessoal do homem.

E sobre a mulher? O palestrante apontou dado surpreendente – a mulher, por sua saúde, precisa cultivar seus relacionamentos com suas amigas!

No início, essa declaração provocou risos na plateia, mas o professor falou muito a sério. Estudos realizados mostram que as mulheres se conectam de maneira diferente dos homens e fornecem outros sistemas de apoio que as ajudam a lidar com experiências estressantes e difíceis em suas vidas. “Tempo de Amigas” é muito significativo no nível fisiológico, ajuda a produzir mais serotonina (um neurotransmissor) que auxilia no combate à depressão e cria um sentimento geral de bem-estar e um sentimento positivo.

As mulheres tendem a compartilhar seus sentimentos, enquanto os homens geralmente se conectam em torno de tarefas. Eles raramente se sentam com um amigo falando sobre como se sentem sobre algo, ou como está sua vida pessoal. Trabalho? Sim! Esportes? Sim!, Carros? Sim! Mas os seus sentimentos? Apenas raramente. As mulheres fazem isso o tempo todo. Elas compartilham sentimentos e emoções das profundezas de suas almas com suas amigas, e parece que isso realmente contribui para a sua própria saúde.

O conferencista acrescentou, sublinhando que o tempo gasto com amigas é tão importante para a saúde das mulheres como correr ou trabalhar no ginásio. De fato, há uma tendência a se pensar que é quando nos envolvemos com alguma atividade física que estamos fazendo algo de bom para o nosso corpo, enquanto que quando falamos com as nossas amigas, nós “desperdiçamos” o tempo em vez de fazer algo mais produtivo. Então, provavelmente, isso não é verdade.  Na verdade, o orador salientou que não criar e manter relacionamentos de qualidade com outras pessoas prejudica a nossa saúde física, “pelo menos, como o fumo!”

Portanto, cada vez que nós (as mulheres, é claro) sentamos para conversar com uma amiga, é importante congratular-nos de que estamos fazendo algo benéfico para a nossa saúde. Na verdade, nós somos sortudas!

Nossa amizade é muito essencial para nossa saúde!

*Tim-Tim ao café com as minhas amigas!*

DSC01181

Uma ótimo final de semana a todos!

Claudinha

    Postado por Feito a Mão em conversa fiada,saúde | Comentários (4)
    

    4 Comentários to “Café com as amigas”

    1. Jussara disse:

      Muito interessante o texto e acredito que realmente faz sentido. Amigas equivalem a uma terapia ;D
      Lindo o grupo do pilates!
      Tem um sorteio lindinho no minasdemim… espero vc!

    2. Claudinha, que delícia esse encontro e que interessante a palestra e a descoberta de que esse tempo com as amigas é tào importante! Eu concordo plenamente com isso e, pra dizer a verdade, também tenho amigos homens com quem me sinto super à vontade pra desabafar e conversar por horas a fio… é bom demais curtir momentos especiais com as pessoas que amamos, né? Isso faz um bem enorme, nào tenho dúvidas! O chá lá em casa foi realmente especial! Todas estávamos sintonizadas de uma maneira incrível e o dia já entrou pra história como um dos mais animados e felizes da minha vida! Adorei o que vc escreveu e assino embaixo: “Sim, porque, na vida, uma das certezas que podemos ter é que se numa hora estamos por cima, na seguinte estaremos por baixo. É preciso não esquecer que nada é eterno.” É ótimo ter esse pensamento realista e pés no chão pra saber que ninguém é feliz ou triste o tempo inteiro, que nào existe vida cor de rosa e que nada dura pra sempre. Sendo assim, tento aproveitar o máximo o tempo que passo com a minha família e amigos, as férias, as Happy Hours e os finais de semana! Tem semanas que começam super bem e terminam chatinhas… e outras que começam com notícias ruins e terminam com tudo resolvido da melhor maneira possível na sexta-feira! Nada como um dia depois do outro e a memória de momentos felizes pra fazer a gente sentir que tem mais a agradecer do que a reclamar!!!!!! Um grande beijo!

      • Feito a Mão disse:

        POis é, amiga. Ter os pés no chão faz bem. Tanto para se ter a exata sensação de que toda tristeza é passageira, quanto para se aproveitar ao máximo os nossos momentos de exaltação. É tão bom saber que aquela alegria e energia está guardada em algum lugarzinho de nosso ser, só basta procurar por ela.
        Que bom que vc tem amigos que tb lhe proporcionam momentos de conversas profundas. Não me recordo de ter nenhum amigo do sexo masculino com quem eu tenha esse nível de intimidade.

    3. Marina Lage C. Carvalho disse:

      Sou fã do seu blog e sigo a mais de um ano, sempre leio seus posts na corrreria e acaba que minha visita fica somente nas leituras, nunca comento as coisas maravilhosas que encontro por aqui.
      Queria que soubesse que este texto me preencheu, cheguei a ficar emocionada ao perceber que minha intuitivamente estou certa.Vivo em Machado – MG há seis anos e não tenho amigas por aqui. Minhas amigas moram no mínimo há 200km e sinto faltas, as vezes, fisiológicas de ter com quem conversar…E agora estou constatando que minha necessidade de encontro é real, não é fruto da minha imaginação…rsrs
      Queria sua autorização para postar seu texto no facebook e que me instruisse como indicar a fonte. Quero muito fazer um comentario sobre seu texto e escrever para minhas amigas.
      Aproveitando que estou aqui, queria te parabenizar pela artesã talentosa, mãe exemplar, esposa apaixonada…uma mulher criativa, bem resolvida, que não perde tempo com sofrimento inutil…
      Muitas lições para minha vida tenho tirado deste teu cantinho, gosto muito de você. Que Deus te abençoe sempre…. Beijos virtuais….

    Coloque seu comentário

    Por favor, preencha os seus dados e comente abaixo.
    Nome
    Email
    Website
    Seu comentário