Cadê o hobby que estava aqui? O gato comeu! – Confissões de uma blogueira estressadinha


descabelada

Sabe quando você telefona para alguém e, ao ouvir o alô do outro lado, você simplesmente esquece o motivo da ligação? Ou quando está conversando com um colega de trabalho e percebe que esqueceu o nome dele? Ou ainda quando está digitando um expediente e fica em dúvida quanto à grafia de uma palavra que você deve usar pelo menos umas dez vezes por dia? Ou, pior, quando pede que lhe passem “aquele negócio que serve para escrever”, referindo-se a uma caneta? Se isso não for sintoma de estresse, eu não sei o que seria.

Pois eu estava bem assim. Minha mãe diria  que eu já nasci estressadinha, a diferença é que aprendi a utilizar diversos instrumentos como válvulas de escape. Raras foram as vezes em que deixei o estresse tomar conta de mim desse jeito.

Cozinho para relaxar, como diria minha querida Kris Nardini,  bordo para colocar as ideias em ordem, faço scrap para aquietar o pensamento. Enfim, ocupo a mente para não deixar a ansiedade me consumir. Aprendi a fazer mil coisas ao mesmo tempo, e a sinergia dessa estratégia vinha funcionando perfeitamente bem. Eu disse vinha.

Não vem ao caso, agora, explorar os motivos do meu estresse, mas as suas consequências. Pois é, vocês perceberam que andei sumida do blog, não? Claro que perceberam! Ninguém aguentava mais a cara desse bolo de queijo aí em baixo, falem a verdade. Mas não foi só do blog que andei afastada. Não vinha sentido vontade de cozinhar, costurar, bordar, pintar ou de fazer nada relacionado a artesanato. 

No começo, achei até interessante esse intervalo. Pensei que descansar a mente me faria bem. Afinal, ninguém poderia viver o tempo todo naquele ritmo. Não seria saudável. Não em se tratando de alguém perfeccionista como eu.

Com o passar das semanas, comecei a estranhar que a inspiração não voltasse. Afinal, sempre foi assim. Eu sempre fiz muitas coisas manuais e nunca fiquei muito tempo longe dessas atividades.

Sem ter o que mostrar, parei de postar. Minha vida online foi reduzida a um fio: o do telefone! Aliás, metaforicamente falando, é claro, pois celular não tem fio. Meus únicos acessos resumiram-se a verificar a caixa de e-mails e atualizar o facebook de vez em quando. E olhe lá!

Posso dizer que foi uma experiência interessante.

Quando estamos no olho do furacão, não conseguimos visualizar as coisas com nitidez. É preciso nos afastarmos, pra vermos o todo e compreendermos a lógica do conjunto, tal qual fazemos quando apreciamos uma pintura impressionista.

Longe da net, consegui compreender porque meus hobbies não funcionavam mais como a válvula de escape de antes. Por que minha ansiedade não estava mais encontrando vazão e por que meu estresse estava tão alto.

Na minha obsessão de querer postar em dias programados, de responder todos os recados e tentar retribuir todas as visitas, gerei mais um compromisso para mim. O que antes era lazer e divertimento acabou virando obrigação.

O blog nasceu com a finalidade de compartilhar as artes que eu fazia. Em um determinado momento, passei a fazer artes para compartilhá-las no blog. Passei em me preocupar mais com o resultado que com a finalidade. A engrenagem começou a rodar ao contrário.

A ficha demorou, mas caiu.

Ah, e tem sempre o problema da exposição excessiva. Ainda estou aprendendo a lidar com isso. Queria descobrir um estilo menos devassado e, ainda assim, intimista de escrever, afinal, o caminho do meio é sempre o mais sensato.

Enfim, gostaria de agradecer os diversos recados carinhosos que recebi, esclarecendo que o motivo de meu afastamento não teve nada a ver com doença ou nenhuma desgraça. Graças a Deus! Foi algo mais simples do que se pode imaginar: estresse, cansaço  e um grande bloqueio gerado por tudo isso junto.

O blog cresceu muito e isso tem me deixado um pouco travada. Se eu tivesse pretensão de divulgar um serviço profissional, tudo bem. Mas não é o caso. O blog é só o que eu disse no começo: um hobby. Ou ao menos era isso que deveria ser.

 

___

*Desculpem-me pelo desabafo, sou humana e cheia de defeitos. Nem sempre vocês encontrarão por aqui apenas coisas divertidas e criativas.

ELETROCARDIO

Se nosso humor não tivesse altos e baixos, a linha de nossa vida seria muito chata.  Não é à toa que a palavra “chata” também é usada para designar superfícies sem relevo.

 

É bom estar de volta!

Um cheiro grande,

Claudinha

 

PS: Imagens retiradas do Google.

    Postado por Feito a Mão em conversa fiada | Comentários (108)
    

    108 Comentários to “Cadê o hobby que estava aqui? O gato comeu! – Confissões de uma blogueira estressadinha”

    1. Flávia disse:

      Claudinha,bom ter você de volta!
      Todos nós temos direito a um STOP na vida, seja na real ou na virtual. Depois das minhas férias no fim do ano, tb não senti a menor vontade de tocar no blog , mas aos poucos a inspiração foi voltando e a vontade de blogar tb. Inventei até um concurso! rs.
      Mas fique à vontade e não se sinta na obrigação de dar explicações. Quem sabe o seu TIME é você!É bem verdade que eu não aguentava mais esse bolo de queijo!!!kkkkkkkk.
      Bjos bjos e conte sempre com meu carinho por ti!

    2. Cristina disse:

      Que bom que voce tá de volta, se bem que voce esteve sempre presente respondendo alguma coisa. Fiquei tão feliz em não encontrar mais o bolo de queijo!!!kkkk.
      Muitos beijos, continuo torcendo sempre por ti.

    3. Milena disse:

      Claudinha,como você mesma disse,você é humana.E nós leitoras do seu blog,ou melhor,vou falar por mim,quero muito que você esteja feliz e plena no que faz.
      Então sinta-se e fique livre para curtir o que o blog pode te trazer de bom,amizades virtuais,trocas,duplicaões maravilhosas de suas ideias incríveis,sem aquele compromisso chato de um cartão de ponto.
      Quem verdadeiramente gosta daqui não vai te cobrar nada,porque quem lê um blog e cobra sempre também é um chato e de galocha!
      Experiências na vida para colocarem os “macaquinhos “da nossa cabeça pulando e para nos mostrarem que a vida pode ser divertida de outras maneiras,um grande beijo!

      • Feito a Mão disse:

        Mi, é isso mesmo. Vou me preocupar apenas com “quem verdadeiramente gosta daqui” e mandar esses macaquinhos pularem pra bem longe daqui.
        Bom carnaval pra vc!

    4. Oi Claudinha! Fui lendo seu texto e dizendo a mim mesma: “poxa, era exatamente isso que estava acontecendo comigo”. Recentemente, fui alertada pelos meus médicos de que eu precisava frear, meu lado responsável me fazia dar conta de tudo e quando não conseguia era uma cobrança pessoal desenfreada. No fim desse ultimo ano, fiz uma série de reflexões e como prioridade eu coloquei em meus planos o simples ato de dormir. Coisa que deixava de fazer para dar conta de tudo. Diante disso tudo, tive que tomar um ansiolítico e assumir que a culpada disso tudo sou eu mesma. Fico feliz em saber que você percebeu isso a tempo de não adoecer de fato. Sucesso sempre! Um abraço com carinho. Cândida

      • Feito a Mão disse:

        Candida, dormir também virou uma prioridade pra mim.
        Até minha pele melhorou, minhas olheiras diminuiram… eu acordava às 5h de tanta ansiedade.
        Agora, só me levanto quando o despertador toca, sem culpa. E o horário varia a cada dia, conforme os compromissos matinais.
        Me matriculei no pilates e tenho feito acupuntura. Isso tem me feito reaprender a respirar e a controlar minha ansiedade para que eu não precise recorrer a ansiolíticos. Ainda bem que percebi a tempo. Ah, voltei pra terapia também, pra apertar uns parafusos soltos… rsrs é sempre bom ter orientação nessas horas.
        Obrigada pelo carinho.

    5. Cynthia disse:

      Q bom q vc esta de volta…….
      Passei por tudo isso tbm……parei,fui viajar e foi maravilhoso se desligar da net e de todos meus compromissos……..
      E vamos começar agora 2012……….
      E o mais importante…..cuide-se…em primeiro lugar sempre vc….
      Beijos

    6. juliana disse:

      Oi Claudinha!!!!!
      Que saudades desses posts!
      Entendemos completamente seu desabafo…
      Mas não nos abandone!!!!!!
      Esperamos que encontre o caminho do meio, e que a obrigação dê lugar ao prazer novamente…

      Bjs

    7. Claudia, sentimos sua falta! Que bom que voltou!! Fazer qualquer coisa que seja por obrigação eh muito chato… Nós estaremos sempre por aqui viu? Beijo grande pra vc!

    8. Natasha disse:

      eu sempre brinco – hobby tem que ser por diversão. virou obrigação, perde a graça.
      Já corri por diversao, na hora que comecei a me cobrar resultado, a ficar paranoica com tempo e a comparar minha performance com os demas, parei…perdeu a graça. Corria para….correr. para ter aquele tempo pra mim. e não para ver quem tava chegando antes ou depois.
      Também já passei por isto com a música (o desafio de tocar um instrumento perdeu a graça quando já tocava muito bem). Acabo cobrando demais de mim, e a coisa descamba para a obrigação. O meio termo foi dificil – toco por diversao. Corro quando dá, se dá, e não me cobro por isto. Cozinhar virou uma chatice ultimamente, recorro ao delivery sem culpa.
      uma hora as coisas voltam a funcionar normalmente, a gente acha o meio termo e mantem o ritmo. sem cobranças!!! e sem culpa nenhuma por não ter o ritmo que tinha antes.
      bjocas

      • Feito a Mão disse:

        Natasha, li seu comentário no celular na segunda -feira. Acredita que só agora eu tive tempo pra respondê-lo?
        Concordo com todas as suas palavras. Essa empolgação morre no momento em que vira obrigação.
        O tesão vai embora. Também ando aderiando ao delivery ou peço pra minha funcionária deixar quase tudo encaminhado às vésperas de um feriado. Além da falta de prazer em cozinhar, engordei um bocadinho e quero eliminar peso… Então, dieta e inspiração gastronômica não combinam.
        Obrigada por perder alguns minutos de seu dia, compartilhado um pouco de sua experiência. É bom saber que sou normal e que isso não acontece apenas comigo.
        bj

    9. Claudinha, bom te ver por aqui novamente e ouvir seu desabafo! Realmente, quando um prazer ou hobby vira obrigação, tudo muda e a inspiração tende a sumir. Ficarei só feliz em ver você postando com alegria, no dia que quizer e sentir vontade. Isso é o que realmente importa. Bjs

    10. Lu Sayão disse:

      Oi, Claudinha, que bom mesmo que você voltou!
      Eu tava meio preocupada. Todo dia entrava para te “ver” e realmente não aguentava mais o bolo de queijo. Mas também pensava “ela tá descansando, colocando as idéias no lugar”. Ai…. fiquei feliz mesmo de saber que vc tá de volta.
      Seja muito bem vinda e que você possa achar o caminho do meio. A gente tem que buscar mesmo a felicidade. Sabendo que no meio do caminho a gente vai encontrar desafios, cansaço, desorientação…. que vão fazer com que a gente pare, reflita e encontre novos caminhos, até se achar.
      Desejo que vc e sua família sejam muito felizes e que vc se realize, seja do jeito que for.
      Muitos beijos,
      Lu

      • Feito a Mão disse:

        Lu,
        Esses desafios são o tempero da vida, não é? São o que fazem ela ter graça e valer a pena.
        Adorei o trecho: “Sabendo que no meio do caminho a gente vai encontrar desafios, cansaço, desorientação…. que vão fazer com que a gente pare, reflita e encontre novos caminhos, até se achar.”
        É isso mesmo.
        Estou me lapidando com essas dificuldades…

    11. Hérika disse:

      Claudinha, querida! Que bom ter notícias suas! Concordo com suas palavras, faça do seu blog um meio de distração e não obrigação. Aos pouquinhos você terá mais inspirações! Sei que a correria do cotidiano nos estressa e é preciso uma pausa para relaxar, curtir a natureza, a família! Que bom que está tudo bem com você e sua família! Beijo grande!

    12. Denise Padoan disse:

      Oi, Claudia!
      Tudo bem?
      Que bom ter notícias suas! E que ótimo que está bem!
      Ter um blog deve mesmo ser só por prazer… precisa te deixar feliz. Se virar obrigação, tendemos a ficar sem inspiração. É uma pena que muita gente não compreenda isso, e nos cobre demais. Mas no final, tudo fica bem… no seu tempo, né?
      Espero ver seus lindos posts (e que vc faz sempre com tanta alegria).
      Beijo enorme!!! Fique bem! =)

    13. Que bom que voltou, Claudinha!
      Senti sua falta, estranhei, me preocupei, vim aqui e olhei de novo o bolo de queijo,rs, mas agora vejo que foi uma fase, isso acontece..nós entendemos. Hobby não pode ser obrigação, você está certíssima! Bemvinda de volta! Um grande e carinhoso abraço!

    14. Julia disse:

      Oi Claudinha! Muito bom ter você de volta!! Confesso que nunca achei legal ter regras para postar X vezes por semana, acho que cada post tem que sair naturalmente de algo que a gente fez, pensou, descobriu ou está vivendo de alguma forma naquele momento… e como leitora, também acho bacana ser surpreendida, puxa, a Claudinha postou hoje!!!
      Espero que consiga viver sem o stress e volte a fazer as coisas que mais gosta por puro prazer!
      Beijos,
      Julia
      estarbemmelhor.blogspot.com

    15. Fabiola disse:

      Claudinha, td bem? Que bom te ver de volta!!
      Há algum tempo acompanho seu blog, não faço uma festa sem antes passar por aqui para ter inspiração, só tem coisas lindas!! No início pensava, essa menina não trabalha, rsrs!! Depois quado descobri que vc tabém trabalhava, pensei: essa menina é doida, com tantos afazeres ainda encontra tempo para “artesanar” e melhor ainda, nos passar as dicas, quantas dicas!! Não se sinta na obrigação de postar, apenas venha quando tiver vontade, ou tempo…Estaremos sempre aqui!! Fique com Deus!! Bjs

    16. Luciana disse:

      Olá Claudinha, bom retorno! sentimos saudades! bjs

    17. AUDENI disse:

      Feliz retorno!

      Olha até EU com poucas seguidoras se comparado a vc. tenho minhas crises existenciais, vez ou outra quase sempre TRAVO!!!, acredito que seja normal, normal p/ pessoas que se exigem demais.

      Beijos e uma ótima semana a vc.

      Audeni

      • Feito a Mão disse:

        Audeni, essa travada tem a ver com nosso momento, não?
        Acho que quando insistimos em fazer algo que não era para ser feito naquele momento, nossa mente trava. É um aviso de que estamos indo no caminho errado. Vejo a vida assim. Por isso, não insito mais em fazer a inspiração aparecer à força. Quando for a hora, ela virá.

    18. MandySavoy disse:

      Nossa, isso já aconteceu comigo demais, e acontece na verdade, toda hora, as vezes eu quero escrever uma música e não consigo, ou coisa do tipo, eu estipulei a mim mesma um padrão, postar no mínimo uma vez por semana e no máximo 3, (isso eu comecei agora tá, por que antes eu postava uma vez por mês mais ou menos, shuashua, comecei a blogar mesmo agora, entendam a desgraça que é meu blog), por isso eu deixo posts salvos nos rascunhos por que quando eu estiver sem inspiração é só postar aquele que está ali guardadinho de reserva, e por que quando eu estiver inspiradinha demais eu me seguro e não posto, deixo ele salvo para uma ‘necessidade’.

    19. Roseli Lemes disse:

      Claudinha, que bom que você voltou à vida!
      Sempre que inicamos um projeto queremos que ele seja perfeito, e nunca é. Nos cobramos e chegamos ao ponto, como você mesma disse, que perdemos a paz, deixamos de viver com isso para viver para isso.
      Permita-se ser humana…
      Fique com Deus.
      bjs, Roseli

    20. Claudia, estava estranhando sim sua ausência, mas – como blogueira também – acho totalmente nada a ver ficar perguntando “por que você sumiu, por que não está postando”. Cada um tem sua vida e cada um sabe onde a falta de tempo aperta. Sabe de uma coisa? Acho que essa sua parada e a constatação podem te servir para dar uma nova guinada, redescobrir porque você começou o blog e redescobrir o prazer perdido. Espero que sim, pois adoro suas postagens e gosto mais daquelas que você vem toda feliz mostrar pra gente, porque achou que valia a pena dividir :-) Beijos!

    21. Joicy disse:

      Que delicia ler um post seu de novo… Ótimo presente para a segunda-feira!
      Você é muito importante aqui…
      Que esse seja o segundo de muitos post’s esse ano.
      Adoro você!
      Bjs

    22. Que saudade!que bom você estar de volta!querida eu também criei o meu blog para ser uma válvula de espape,mas como somos perfeccionista,acabamos nos cobrando demais,eu estou tentando desacelerar,mas não é facil,não é mesmo?bjos.

    23. Para mim, sua ausência significava que as férias estavam sendo maravilhosas. Que o tempo com sua família estava sendo 100% aproveitado. Meu blog não tem a proporção do teu, mas também passei por isso; por essa tensão em “ter” que postar 3 vezes na semana, “ter” que acompanhar todos os blogs que visitava, etc, etc, e mais um monte de “ter”. Enfim, de obrigação já temos o trabalho, seja ele dentro ou fora de casa. Compreendo perfeitamente e, sinceramente, apoio outros momentos como esse. Como vale a pena se desligar um pouco do mundo, deixar de seguir o ritmo acelerado que o mundo internético nos impõe… Esse fim de semana, por exemplo, fiquei sem celular. Não por falta de sinal, mas simplesmente porque escolhi não carregá-lo. Eu saí, eles ficaram em casa. No início parece estranho, mas depois, sabe que a gente acostuma?
      Estava com MUITAS saudades e adorei ler seu post desabafo (de verdade!). Também estou parada, tentando retomar, mas (graças a Deus) minha filha tem tomado meu tempo livre! :)
      Então, aproveite para curtir um ócio criativo, retorno quando quiser, quando puder, porque aqui quem manda é você. ;)
      Beijocas de uma grande admiradora, que tem muito carinho por você…

      • Feito a Mão disse:

        Silvinha, vc pode escrever o quanto quiser…
        Obrigada pelo carinho.
        Eu estou pensando em desativar minha conta do facebook, ou pelo menos desinstalar o aplicativo do celular. Isso nos mantém “ocupadas” demais. Outro dia, li uma matéria que comparava a dependência virtual à dependência química de drogas e álcool.
        Eu não quero depender de nada… vou começar a frear esse impulso. e entendo perfeitamente quando vc optou por deixar o celular em casa… vou já, já, entrar na mesma onda…

    24. Ops! Meu comentário virou um post! hahahahahahaha

    25. Jussara disse:

      Que bom que está de volta. Também estava cansada do bolo de queijo. rsrs. Também estava me sentindo assim e confesso que ainda não estou com vontade de mexer com meus artesanatos, minhas costurinhas, enfim com as coisas que antes me davam gosto de fazer. O estresse e a ansiedade já estão interferindo na minha saúde. Então,vou dar tempo ao tempo e esperar a inspiração voltar. Continuo te acompanhando e aguardando as novidades. Bjs.

    26. Gélia Carvalho disse:

      Que bom que vc apareceu, estava morrendo de saudades, mas respeitando seu silêncio, vc foi a blogueira que mais me inspirou em termos de festas infantis, sei que sua inspiração ira voltar..

    27. Silvia disse:

      Entendo perfeitamente o que vc está passando. Eu tb tenho esses “momentos” e fico com vontade até de me desfazer td que tenho em relação à artesanatos e coisas do gênero.
      Saiba que mesmo vc tendo feito esse intervalo, seu blog esta me ajudando – e muito – a preparar a festa do meu filho. Estou cheia de ideias e algumas dúvidas, por isso toda hora estou por aqui.
      Seu blog e continuará sendo fonte de inspiração para nós.
      Bjks

    28. Rogéria disse:

      Querida Claudinha, que bom que vc descobriu o motivo, espero que agora você faça realmente como hobby.
      Bjs

    29. Lilia Faria disse:

      Claudinha, querida que bom que está de volta!! Estava com saudades dos seus post.
      Todo dia eu via o bolo, rs.

      Não tem problema nenhum desabafar, entendemos. Isso foi uma fase, isso acontece. E nós entendemos.

      É tão bom ver a sua presença de volta por aqui!

      Se é Hobby não é obrigação e você está super certa. Bem vinda de volta.
      Beijos!!
      Lilia

    30. tania disse:

      Olá Claudinha,

      Vc tem todo o direito de desabafar,

      o melhor é saber que você estar bem e de volta.
      bjus
      Tania

    31. Claudinha, seja bem-vinda de volta!!!! Tenho certeza de que você vai encontrar um meio-termo que volte a te dar o prazer de antes, que te faça postar por hobby sem tantas cobranças. Nem preciso te dizer o que vc já sabe há tempos: somos bastantes parecidas!!!! Afinidades temos aos montes e me vejo muitas vezes refletida nos seus textos. Já passei por essa fase de “O que antes era lazer e divertimento acabou virou obrigação.” Quando aconteceu me dei duas semanas de férias ou fiquei sem postar durante uma viagem. Ao voltar, tive saudades de postar e voltar à rotina. Essas pausas me fizeram um bem danado! Em certos momentos na vida, a cabeça pede um decanso pra colocar as coisas em ordem e redefinir prioridades. isso é mais do que natural e esperado. Te admiro muito pelo que é e pela maneira como conduz sua vida!!!!!! Estarei sempre por perto te admirando e te querendo sempre muito bem!!!! beijão!

      • Feito a Mão disse:

        Katinha, vc é minha guru!
        Cada e-mail que recebo seu, cada comentário que vc deixa aqui me iluminam. Parece que vc sabe exatamente o que estou passando. Se temos sintonia, se temos afinidades, se temos experiências de vida semelhantes, eu não sei, mas que parece que falamos a mesma língua, isso parece. Com vc eu consigo falar e me fazer entender. E vc parece saber exatamente o que dizer para me levantar da fossa.
        Por tudo isso, obrigada. Vc foi a principal responsável por eu não ter excluído o blog e vc sabe disso!
        Um grande cheiro e um excelente carnaval, descansando, bem longe da bagunça, que sei que é o que vc está fazendo agora.

    32. flavia disse:

      Que bom que voltou, estava com saudades de seus posts, ansiosa pelos preparativos da festa da sua filha Clarinha, e mês que vem não.
      Beijos e bom retorno.

      • Feito a Mão disse:

        Flavia, pois é… este ano não farei a festa da Clarinha. Ela não tem se comportado bem, e este é um dos problemas que vinham me tirando o sono.
        Ser mãe exige muito de nós, até ser capazes de negar algo que queremos muito dar a nossos filhos. Mas vai ser bom para ela aprender que suas ações têm consequências.

    33. Marlene Casagrande Bortolin disse:

      Nossa Claudia! Recebi o seu post no meu e-mail e vim correndo aqui, cheguei e ja tem 30 comentários!!!!!
      Ô notícia boa!! Deixou suas seguidoras felizes demais!
      Bjão e ótimo retorno!

    34. Penha Oliveira Laurenti disse:

      Olá!
      Os dias se passaram e claro não deixei de abrir seu blog. Senti faltade seus posts. Mas, às vezes precisamos dar um tempo, reavaliar e recarregar as energias. Saiba que seu blog é esse sucesso devido ao seu talento e tenha certeza que você contribuiu para o desempenho de muita gente por aí… Beijos!

      • Feito a Mão disse:

        Verdade, Penha. É preciso recarregar as energias.
        Mas o sucesso do blog acho que está na interação das leitoras. Veja como esses comentários maravilhosos tornam esse cantinho mais familiar. É como se estivéssemos conversando numa roda de amigos. Tudo tão íntimo! Adoro isso.

    35. Sueli S. disse:

      Querida, vc faz parte de nós, fico feliz que esteja de volta, vc faz muita falta!!!
      Um excelente retorno!!
      Bjs

    36. Liliane lima disse:

      …E como te intendo!!bem vinda de volta claudinha!

    37. Flavia Rosolem disse:

      Claudinha, seja bem vinda a sua casa. Fiquei muito feliz em encontrar um post novo, mas mais feliz ainda em ver voce tentando encontrar o caminho do meio. Pausas sao necessarias, sim, e voce tem todo o direito de nao postar se nao sentir vontade. Estou torcendo por voce! Beijos

    38. ELEN FERREIRA SILVA CORTEZZI disse:

      OLA, ESTAVA COM SAUDADE, FICO FELIZ PELA SUA VOLTA, SEM TE CONHECER,SINTO SER SUA AMIGA POIS VOCE ME DEU MUITAS IDEIAS QUE JA PASSEI AS OUTRAS AMIGAS,SINTO AS VEZES IGUAL A VOCE, MAS QUANDO SENTO DIANTE DESSA TELINHA MUITAS COISAS ME DA ESPERANÇA, OBRIGADO POR TUDO,DEUS TE DE MUITAS ALEGRIAS!!!!!!!!!!

      • Feito a Mão disse:

        Elen, é como se fosse uma vida paralela, né? Sem problemas, sem preocupações… só sonhos e fantasias. Por isso às vezes sinto pena de trazer pra cá postas mais pesados… mas faz parte do show, como disse a Alessandra.

    39. Tanise Bellucci disse:

      Foi uma alegria entrar hoje aqui e ver que voce esta de volta!

    40. Senti sua falta, gosto muito de você e do que escreve, porque você tem o dom de nos ajudar a descobrir o potencial que temos e nem sabemos.
      Seja por suas inspirações, seja por suas palavras, não sei, acho que seja porque você é normal, gente como a gente, e a prova está no seu desabafo, acredito que isso aproxima, torna verdadeiro tudo que faz e tudo que você é.
      Imagino que seja mesmo complicado lidar com a proporção que tomou seu blog. Quando comecei a seguir, em 2009, já tinha um acesso considerável, mas nada comparado ao que é hoje e encontrar o meio é preciso, mas não é fácil né?
      Peço a Deus que lhe dê o discernimento para fazer sempre o que é melhor para você e sua família.
      E que volte a postar somente pelo prazer que isso possa lhe proporcionar , não para satisfazer nossos olhos ávidos de novidades! Não que não gostamos, claro que amamos, mas só fará sentido se isso for bom e prazeroso para você!
      Beijos e obrigada por tudo!

    41. Ah quanto ao bolo de queijo, eu via a receita, ficava a fim de fazer pois parecia muito, mas a preguiça era maior até quinta passada quando decidi fazer, mas como você, sou perfeccionista. Ficou bom todos gostaram, mas ainda não ficou do jeito que penso que deveria ter ficado, por falta de alguns ingredientes como o queijo que não encontrei, mas vou tentar até conseguir chegar ao que você descreveu.
      bj

    42. Kris Nardini disse:

      Será que não somos gêmeas, amiga? hahahaha
      Beijos

    43. adriana leal disse:

      Claudinha,
      Entendo perfeitamente o que está acontencendo com vc, comigo tb foi assim e acabei tirando o meu blog do ar e olha que eu quase não tinha seguidores tão pouco muitos comentários..rssss, era na verdade pra escrever e escrever… me relaxava, mas exposição foi ponto chave para por fim.
      Sinto uma falta enorme de abrir o blog e ver novidades quase que diariamente, mas temos que fazer tudo nesta vida tão estressante que nos dê p mínimo de prazer e relaxamento.
      Portanto, sinto falta sim. Mas apoio vc incondicionalmente!!
      Beijos e sucesso sempre!!
      Saúde e paz! Espero que as coisas voltem logo a sua normalidade.

      • Feito a Mão disse:

        Adriana, se postar virar compulsão, não teremos posts de qualidade pra mostrar.
        É preciso se dar tempo para viver as experiências que serão compartilhadas, ou entao nem precisaria mostrar nada.. bastaria sair replicando conteúdo estrangeiro, como fazem tantos blogs por aí.

    44. Tati Abreu disse:

      Verdade seja dita: o bolo já tava passado!!!!Kkkkkk…Que bom que está de volta. Desejo que esse espaço volte a ser um momento de lazer, de alegria, longe do estresse de todo dia. bjs

    45. Meire Carvalho disse:

      Olá Cláudia! Que bom que você voltou. Já estava ficando “triste” em ver a receita do bolo todo dia…rsrs
      Mas não se preocupe, quem gosta de você e do Feito a Mão de verdade entenderá perfeitamente seu “sumiço”. O mais importante é que tudo está bem e voltando aos eixos.
      Abraços.

    46. Arlete Pereira da Cunha disse:

      Olá Claudia! ficamos felizes por estar de volta, li o seu desabafo e fiquei muito emocionada. Mas vamos em frete, pois todos nós temos um pouco de seus problemas, se não são iguais, são parecidos. Seja bem vinda.

    47. Raquel disse:

      Olá Claudinha! Fico feliz com seu retorno, penso que como ser humano voce, eu, todas nós temos e direito de sermos “chatinhas”, estressadas e pararmos para fazer um balanço de tudo que fazemos e principalmente de como estamos administrando nossa vida. As válvulas são necessárias na nossa vida, mas elas precisam funcionar senão acabam sendo mais um problema a administrar. Não gostaria que parasse, afinal, você tem sido uma amiga da net e que mesmo distante e sem saber tem feito a diferença em alguns momentos de minha vida. Foi atraves das tuas inspirações e idéias que me arrisquei e fiz a festa de 5 anos de minha filha, com os colegas da escola. O motivo: Tinker Bell e as fadas. Foi muito divertido, alegre e colorido. Só o brilho nos olhos das crianças (e também dos adultos) diante das fadinhas, foram motivos de orgulho para mim, afinal, modestia parte tudo foi feito por mim. Isso me encheu de orgulho (positivo). As sugestões, idéias e inspirações? Foram colhidas do teu blog e de algumas seguidoras. Portanto, se reveja, se (re)organize e se (re)planeje teus afazeres: mulher, esposa, mãe, trabalhadora… mas continue sendo a entusiasta e inspirandora das tuas seguidoras anonimas. Obrigada por tudo e confie que tudo vai dar certo no final. Um grande abraço de agradecimento.

      • Feito a Mão disse:

        Raquel, um dos motivos por que eu nunca vou acabar com o blog são comentários como esse seu. É uma verdadeira terapia.
        Eu não sou do tipo que dá valor a comentários excessivos, mas vibro quando recebo comentários como estes deste post: de conteúdo, verdadeiros, sinceros, cheios de energia boa pra nos colocar pra cima. Quem disse que vida virtual não é real?
        Muito obrigada pela força. E vamos tocar o barco pra frente!!!!

    48. Danielle disse:

      Oi Claudinha! Muito bom ver o seu blog atualizado, espero que você possa voltar as suas origens, fazendo os seus hobbys e mostrando para nós!

    49. Joici disse:

      Sempre bom te ter por perto, no seu ritmo, do seu jeito!

      Bjinhos,
      Joici

    50. Alena disse:

      Bem- vinda à casa!!! O bolo já estava enjoando mesmo. Sou apaixonada por seu blog , venho sempre aqui. Entendo seu estresse, passei o mesmo. Parei um tempão. Agora, só penso em voltar. Mas no meu ritmo e não na contramão como você também passou.

      Beijos e boa sorte!

      • Feito a Mão disse:

        Alena, até eu estava enjoada do bolo… kkkkkk
        No blog, aqui em casa não. Ele tem sido feito quase todo final de semana. kkkkk
        Respeitar nosso ritmo é imprescindível.
        Bjão

    51. ALESSANDRA TAVARES disse:

      CLAUDINHA:
      VOCÊ NÃO SABE A ALEGRIA QUE FIQUEI QUANDO VI SEU ÚLTIMO POST NA MINHA CAIXA DE MENSAGENS!! TODOS NÓS TEMOS O DIREITO A NOS ENCHERMOS DE VEZ EM QUANDO DAS COISAS MAIS BANAIS !! ISSO FAZ PARTE DO SHOW COMO DIRIA CAZUZA !! MAS DEVO RESSALTAR QUE É ÓTIMO TÊ-LA DE VOLTA POIS VC SEM SE DAR CONTA É MUITO MAIS MUITO QUERIDA. OLHA A CLAUDINHA AÍ GENTE!!!!!!!!!

      • Feito a Mão disse:

        Adorei a frase: faz parte do show! É isso aí, Alessandra, bem por aí…
        Obrigada pelo carinho, que deu pra sentir daqui do outro lado da tela.
        Bom carnaval pra vc!

    52. bird disse:

      Mulher devo tirar exemplo de seu caderno! Como tudo vc me inspira mais do que vc imagine! mesmo sua auxencia é exmplo pra mim! Ainda nao consegui desligar a bateria, e blogar apesar do estresse ainda me salva! Acho que é mais facil lidar com algo “virtual” do que a vida real..às vezes…bem, claro que senti sua falta, mas sei que vc falou em um “break”..;mas que vc volte feliz e descançada! Beijao no coraçao!

      • Feito a Mão disse:

        Cris, a sua experiência é que é exemplo pra mim. Eu fico besta de onde vc tira tanta energia, inspiração e animação.
        Que Deus continue lhe enchendo de luz pra continuar com esse seu trabalho maravilhoso! Espero que esteja melhor e que tudo se resolva bem, que sua avó já esteja fora de perigo. Parece que tudo resolve acontecer ao mesmo tempo, né?
        Um grande abraço.

    53. Claudinha,
      Perfeita a sua colocação! Não tem jeito, em um momento isso acaba acontecendo mesmo. Somos perfeccionista e queremos dar o nosso melhor em tudo que colocamos o dedo.
      Parabéns! Não é fácil constatar e menos ainda encontrar a solução assim, de forma simples como vc fez!
      beijos,

      • Feito a Mão disse:

        Oi, Lucia.
        Pois é, não sei se vem do perfeccionismo ou da constatação de que há coisas maiores para resolver.
        A vida real requer atenção e essa vida virtual nos suga muito, até que percebemos que é impossível dar conta de tudo ao mesmo tempo.

    54. Lilian disse:

      Claudinha,
      Que bom que vc voltou… anjos como vc não perdem a inspiração, ela apenas cochila!
      Obrigada por dividir o desabafo conosco…quando dividimos não carregamos tanto peso.
      O que farei por vc nesse momento será mantê-la em minhas orações pra que essa fase passe e vc perceba que pra ver o arco-íris terá que suportar a tempestade!
      Um abraço beeeeem apertado.
      Lilian

      • Feito a Mão disse:

        Muito obrigada, Lilian, é muito gentil e cristão de sua parte.
        Estou recarregando minhas energias, se Deus quiser voltarei firme e forte.
        Minha inspiração vem dEle. Costumo brincar com Mário, dizendo que, na maioria das vezes, me sinto como se algo maior se apoderasse de mim e fizesse as coisas, sem minha menor intervenção. Ele, claro, ri, tirando onda dessa minha interpretação. Mas é exatamente assim que me sinto. É como se a inspiração viesse do alto, descarregasse como num download de CD e sumisse, tão rápida quanto veio.
        Ando meio sem inspiração no momento, à procura de uma musa, ou muso… kkkkkkk Faz parte do momento que estou passando. É hora de aprender, não de ensinar, de meditar, não de compartilhar. De refletir, crescer e repensar.
        Quando tudo estiver arrumado, acredito que as ideias fluirão com mais facilidade.
        Obrigada pelas orações. Estão fazendo efeito!
        Bom carnaval pra vc.

    55. Elaine disse:

      Oi, Claudinha! Senti sua falta… passei também recentemente por crises de estresse, se é que podemos chamar de crises… Mas tudo passa! Acredite! A nossa força interior é maior que tudo.!!!!!
      Muitos beijos da amiga mineira Elaine

      • Feito a Mão disse:

        Elaine, realmente, nossa força interior é grande. Deus tem me acolhido nesse momento. Ando repensando minhas atitudes. Por isso talvez não tenha havido muito espaço para o blog nesse turbilhão de emoções.

    56. Mari disse:

      Olá Claudinha. Sou uma seguidora fiel do blog, mas é a primeira vez que deixo um comentário. Que bom que está de volta, pois realmente não aguentava mais a foto do bolo de queijo… rsrs. Eu não tenho blog, mas alimentava um álbum do Picasa em que todos os meus amigos visitam constantemente para acompanhar os momentos legais vividos pela minha família, incluindo a caçula de apenas 2 anos. E senti o mesmo que você, o hobby de fotografar virou obrigação e o resultado passou a ser o principal objetivo, além da exposição excessiva… Assim, decidi acabar com o álbum, e quando me dá vontade posto alguma coisa no face. rsrs. A festa de aniversário da minha filha foi em janeiro, e gostaria de enviar as fotos para serem publicadas em seu blog, pois foi a minha inspiração… rsrs. Como devo proceder para enviar as fotos?
      Obrigada e um beijo!

      • Feito a Mão disse:

        Mari, então vc entende o que estou falando.
        A pressão atrapalha um pouco.
        Eu estou passando uma fase de atualização. A vida de vez em quando dá umas guinadas, a gente fecha um ciclo, abre outro. Acho que estou numa dessas etapas de fechamento/reinício. Preciso só encontrar a mão pra escrever e postar de um jeito mais neutro, menos invasivo,, que acho que perdi pelo caminho.
        Vc pode me enviar as fotos respondendo a este recadinho, por e-mail. Vou me organizar pra publicar um grande resumão, pois tenho dezenas de e-mais acumulados na minha caixa postal. Não quero deixar de publicar nenhum, mas precisei respeitar o meu ritmo. Não estava com muita cabeça pra isso naquele tempo.

    57. Sayonara disse:

      Ei que bom, voltou! sem cobranças, sem stress ! Retome a alegria de postar por simples prazer e desejo de compartilhar as novidades e seja feliz.
      Grande beijo e feliz carnaval

    58. Faz tanto tempo que passo por aqui, e na maioria das vezes que penso em deixar uma mensagem mas sempre acho que não tenho nada que pudesse acrescentar então acabo não escrevendo nada… pois bem, continuo sem nada muito produtivo pra escrever rs, mas hoje quis deixar apenas um oizinho tímido e dizer mais uma vez…….. -Amoooo este cantinho, Claudinha grande beijo sua linda!!!!!!

      • Feito a Mão disse:

        Carol, quem disse que seu recado não foi algo construtivo?
        A gente tem essa manial de achar que não tem nada pra acrescentar… No momento, quem está se sentindo assim sou eu.
        Até comecei a fazer umas coisinhas, mas não estou achando nada digno de mostrar aqui no blog…
        Obrigada pelo recado. Bj e bom carnaval pra vc.

    59. Feito a Mão disse:

      Meninas, saí comentando quase todos os comentários, e acabei elevando este post ao status de um dos mais comentados do blog. Mas é que não resisti e tive de agradecer o carinho de todas vcs. É um privilégio ser abençoada com tantos comentários gentis, receptivos, acolhedores e compreensivos como esses!
      Sinto-me uma felizarda em ter feito amizades online tão verdadeiras.
      Obrigada pelo carinho e atenção. Que Deus as abençoe e proteja!
      Um grande cheiro!
      Claudinha

    60. ~*JuJu DiVa*~ disse:

      Querida, relaxa!! Essa vida louca que a gente vive é assim mesmo! E é pra isso – TAMBÉM – q serve o blog! Imagina se você fosse ficar guardando isso tudo e não compartilhasse conosco, reles mortais que passam por problemas semelhantes e que estão aqui pra dar uma força, um conselho… Você sufocaria!! O_O
      Seja bem-vinda novamente e não se sinta na obrigação de sair de blog em blog comentando e respondendo comentarios, simplesmente poste aqui e faça nossa alegria! =D
      Ok?
      Beijosssss

    61. Adda disse:

      Saudades de vc, fulô! Sua oratória fez-me lembrar tb meu tempo atual. Tb ando sem inspiração, sem ânimo pra blogar, pra pensar em cozinhar ou qualquer ação criativa. Será um vírus?
      Concordo com vc quando diz que isso aqui deve ser um hobbie, trazer alegria e bem-estar – e não por obrigação. Só que no dia-a-dia somos engolidas pelo “racionalismo funcional” e acabamos por nos perder em meio a tudo que nos rodeia (e que tb exige nossa atenção). Tb sei que ser perfeccionista e gostar de fazer muitas coisas às vezes atrapalha. Mas, em meio a tudo, permita-se ter esse descanso mais vezes (só não deixe postada uma receita de bolo de queijo, por favor!). Lembre-se que é mulher, esposa, mãe, dona de casa, trabalhadora e, principalmente, HUMANA. Deus não quer da gente mais do que podemos dar!
      Bom te ver, amiga! Bjão.

    62. Taay Galvão disse:

      Claudinha tem selinho pra você lá no meu blog. Dá uma passadinha lá. Beijooos.
      Adorei saber desse concurso de festas infantis. ADORO festa de criança.

    63. Taay Galvão disse:

      Só mais uma coisinha. Isso acontece com todas. Paciência, sempre passa! ^^.

    64. Vanessa disse:

      Claudinha, sinto-me em falta por não ter escrito nada pra vc antes, desculpe-me, fiquei com medo de ser inconveniente.
      Desejo a vc toda a paz, harmonia e proteção de Deus em sua vida. Tive um tempo que nada me empolgava, me dava alegria, quando conheci seu blog no ano passado senti um sopro de vida …… nossa, uma pessoa como essa menina que faz tudo tão lindo, faz a gente revê a vida e perceber que não existe nada de ruim que seja importante se a gente tiver amor em tudo que se faz nesta vida, a família, os amigos, o trabalho, todos que nos amam agradecem.
      Bjs querida, fica bem, fica com Deus.

    65. Adriana disse:

      Claudinha,

      Sou novata aqui no seu blog e sou um pouco como você em relação a se sentir bem quando faço o que gosto com leveza, sem o peso da obrigação. Amo fazer tudo o que faço, independente de ser lavar pratos ou redigir um texto, e gosto de fazer sem cobranças, por amor… Acho que esse é o segredo das coisas bem feitas, o que diferencia um bom profissional, ou um bom “amador” de uma pessoa que atua apenas e simplesmente de forma técnica, de forma fria, sem envolvimento com o que faz. Não sei o quanto isso é bom ou ruim, sei que eu gosto de fazer tudo o que faço por amor e se assim não for, não tem graça…

      Xero, querida! Que Deus te acompanhe sempre!

      Drica.

    66. Heloisa disse:

      Claudinha, leio seu blog desde quando estou preparando uma festa tema Bailarinas para 4 anos da minha filha. Sempre gostei daqui, entro diariamente.

      Olha… Eu já tive um blog, mas comecei a me cobrar demais e exclui ele faz 1 semana, sabe… Ele era um hobby, depois virou obrigação… Fiquei me sentindo horrível. Mas como já coloquei as coisas no lugar vou reativá-lo com outro nome até. Era sobre culinária… o nome era ” Panela da Helô ” mas estou pensando em outro nome, outro layout, faz isso… Quem sabe mudando o layout você não se reanima?

      Beijos!

      • Feito a Mão disse:

        Heloísa, sabe que eu mesma já pensei nisso? Mudar de nome, de temática, de layout? Mas não quero gastar mais do que já gastei nesse site. Essa brincadeirinha sai muito cara, viu? Se eu tivesse me mantido no blogspot saberia mexer no template, mas aqui… não sei nem pra onde vai. Teria de pagar a alguém novamente pra fazer isso.

    67. Carolina disse:

      Oi Claudinha, eu estranhei mesmo seu sumiço só que não quis perguntar porque como o ano começa, crianças de férias, depois volta as aulas… Não sou mãe, mas sei que férias tem que curtir em família e volta as aulas e a rotina não é nada fácil. Daí pensei que você realmente estava de “férias”blog para poder ter mais tempo. Claro que se você continuasse sumida iria enviar um e-mail perguntando. Sei lá esse é meu jeito, gosto de ter meu tempo sem ninguém perguntar e daí acabo fazendo isso com as pessoas também.
      Eu concordo com você, todo precisam dar uma parada e curtir a vida de outra forma. Acredito que com tanta tecnologia as pessoas acabam se sentindo obrigada a deixar tudo atualizado, postando mensagens em face, twitter, deixar o blog sempre com coisas novas e responder a todos.
      Eu simplesmente penso um pouco diferente de tudo… Saio sem celular, quando estou de férias não conecto a nada, final de semana desligo celular, não fico colocando fotos minha, do meu marido e nem de outras pessoas no blog, porque acho muita exposição. Também não fico colocando tudo que compro, tudo que faço, porque isso me expõe e as pessoas queira ou não acabam se achando íntimo demais. Enfim, compartilhar sim, mas abrir a vida com detalhes não faço.
      Só quero que fique bem, você como todo mundo tem mil atividades durante o dia e tem seu cansaço. Está mais que certa no desabafo e torço para que volte tudo ao normal porque suas criatividades nos encantam.
      Gosto muito de você e do blog.
      Beijos :o )

    68. Daniela disse:

      Claudinha,
      E o pior é que entrei aqui pensando: Será que parei de receber notificação de atualização desse blog maravilhoso?
      Nós (perfeccionistas) dificilmente conseguimos fazer algo “apenas p/ nos divertir”.
      Eu tirei férias intelectuais por uns meses, mas a culpa que me perseguia era insuportável… E olha que eu estava bem ocupada com os preparativos do meu casamento…
      Cada segundo sem fazer nada é igual a um quilo de culpa por isso! Um dia me livro disso…
      Depois que casei, permaneci mais uns meses em férias intelectuais e descobri outros prazeres da vida: seu blog, o amor pela cozinha e pela floricultura. Foi aí que eu descobri que, se não fosse farmacêutica, provavelmente seria cozinheira ou teria uma floricultura. De qualquer forma, nesse período tive várias idéias empreendedoras que pretendo colocar em prática aos poucos.
      Já tinha refletido sobre sua exposição e acho que vc realmente deveria rever…
      Se precisar de férias, fique à vontade! Só não nos abandone!
      Adoro suas receitas e conversas!
      Um grande abraço!

    69. disse:

      Ops!!! Bem-vinda ao meu mundo.
      Parabéns pelo blog é uma “dílicia”.

    70. Vera disse:

      Oi, Claudinha
      Eu, que provavelmente sou mais velha que você, com 3 filhos de 12,9 e 7 anos parava e pensava: Não é possível essa mulher dar conta de tudo isso! Provavelmente ela não dorme. Porque para fazer tudo o que você fazia e perfeitamente bem, como vc mesma diz, tem que ser super mulher ou hiperativa. Mas o tempo cobra sim da gente essa loucura toda e uma hora o corpo para. Que bom que não foi nada mais grave. Eu estou mais feliz depois que aprendi que altas expectativas me deixavam deprimida. Estou tentando ter uma vida mais simples, com expectativas menores e mais realistas. Me sinto muito melhor agora.

      • Feito a Mão disse:

        Vera acho que tenho um pouco de hiperatividade, mesmo. Atualmente, estou fazendo atividade física 4 vezes por semana. Tem me mantido mais calma, mais zen e mais relaxada. Parte dessa energia excessiva está sendo gasta de maneira saudável. E o melhor é que estou perdendo peso. Rsrsrsr
        Vc descobriu o segredo da felicidade. O negócio é manter as expectativas em baixa e viver um dia de cada vez.

    71. Oi Claudinha, adorei o seu desabafo, é bem verdade que tenho passado por aqui e estranhado o mesmo bolo de queijo todos os dias, rs.
      Beijos e bom retorno ao blog.

    72. Ludimila Cruz disse:

      Estou muito feliz…. nada contra o bolo de queijo, mas realmente já não queria mais vê-lo no topo da primeira página do meu blog preferido…. estava com muitas saudades dos posts… mais uma vez que bom que vc está de volta… beijocas no coração!

    73. Verônica Cobas disse:

      Hoje estou lendo blogs e, principalmente, textos e temas que curto. Esse é, Claudia, um assunto sobre o qual já debati e argumentei várias vezes. Não encontrei um único caminho para explicar a razão porque comprometer-se é enriquecedor e, ao mesmo tempo, tão desgastante. Mas, olhando aqui de longe, acho que você administrou bem tudo isso. Quebrar a métrica e o paradigma da métrica às vezes é uma boa saída. Em tempo: sempre acho que vejo melhor quando estou no olho do furacão. Por que é ali, justamente ali, que não somos atingidas pelo vento destruidor. beijão

    Coloque seu comentário

    Por favor, preencha os seus dados e comente abaixo.
    Nome
    Email
    Website
    Seu comentário